Huffpost Brazil

Jovens estigmatizados por problemas mentais sofrem bullying dos próprios amigos

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Mais de metade dos adolescentes e jovens estigmatizados por terem problemas de saúde mental afirmam que são seus próprios amigos que fazem bullying com eles.

Uma nova pesquisa, feita pela ACM com mais de 2.000 jovens de 11 a 24 anos, descobriu que 38% deles se sentem estigmatizados. Mais de um terço deles diz que sofreu bullying pelo menos uma vez por semana, e 54% dizem que o bullying parte de seus próprios amigos.

Os tipos de estigmatização incluem serem deixados de fora de atividades (54%) e serem alvos de abuso verbal (36%). A maioria dos afetados disse que isso prejudica sua autoconfiança e seu desempenho escolar.

A ACM apoia a campanha de saúde mental #IAMWHOLE (#SOU INTEIRO), liderada por celebridades como os apresentadores James Corden e Dermot O’Leary, e pelo o cantor Ed Sheeran.

espelho
Mais de metade dos adolescentes e jovens estigmatizados por problemas de saúde mental sofrem bullying de seus próprios amigos

A campanha visa a mudar o modo como as pessoas descrevem problemas de saúde mental e incentiva os jovens a buscar apoio de seus amigos, pais, professores, médicos e assistentes sociais que trabalham com jovens.

Denise Hatton, executivo-chefe da ACM Inglaterra, declarou: “A pesquisa da ACM vem confirmar as conversas que tivemos com jovens, em que eles nos disseram que a saúde mental é uma das principais preocupações que afetam sua geração hoje.”

“O que é alarmante no que se descobriu é que o fato de os jovens se sentirem estigmatizados por outros reduz sua probabilidade de procurar ajuda profissional.”

O Dr. Tim Kendall, diretor clínico nacional de saúde mental do NHS (Serviço Nacional de Saúde) da Inglaterra, comentou:

“O NHS na Inglaterra está trabalhando para obter melhorias no bem-estar e saúde mental de crianças e jovens, incluindo grandes investimentos e mudanças que serão adotadas nos próximos cinco anos no tipo de atendimento prestado.”

“É muito importante nos aproximarmos dos jovens que não procuram atendimento por medo de serem estigmatizados, e a campanha #IAMWHOLE está ajudando a iniciar essa conversa com os jovens de hoje, online, através das mídias sociais e de uma iniciativa de combate à estigmatização nas escolas.”

Ao mesmo tempo, uma pesquisa separada com mais de 1.200 crianças e adolescentes na faixa dos 8 aos 15 anos, feita pela ONG MQ, que faz pesquisas sobre saúde mental, constatou que 49% dos adolescentes e jovens pensam que, se receberem um diagnóstico de problemas de saúde mental, isso pode significar que nunca vão melhorar.

Cerca de 56% das crianças e adolescentes disseram que, se um colega de classe de sua idade apresentar um problema de saúde mental ele será tratado diferentemente; 55% acharam que o colega perderia amigos, e 51% disseram que sentiriam vergonha de apresentar um problema desse tipo.

Cifras novas divulgadas pela ONG também revelam que, em todo o Reino Unido, as verbas para pesquisas sobre saúde mental chegam a apenas £8 por ano (cerca de R$32) por pessoa afetada. Isso é 22 vezes menos do que é gasto com pesquisas sobre câncer e 14 vezes menos do que é gasto com pesquisas sobre demência.

Cynthia Joyce, a executiva-chefe da MQ, comentou: “Não podemos aceitar que esta situação na saúde mental continue como está. É preciso que ela mude radicalmente. Se não tomarmos uma atitude agora, essa situação enviesada vai continuar a deixar milhões de crianças e jovens sem respaldo.”

“Graças às pesquisas, tivemos avanços extraordinários na saúde, coisas que antes seriam inimagináveis. Precisamos ser igualmente ambiciosos em relação à saúde mental e precisamos implementar ações de longo prazo.”

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost UK e traduzido do inglês.

Viver bem é o tipo de desejo tão universal que se tornou um direito. Mas não há fórmula ou mágica que o garanta, o que deixa, para cada um de nós, a difícil tarefa de descobrir e pavimentar o próprio caminho. A newsletter de Equilíbrio vai trazer a você textos e entrevistas sobre saúde mental, angústias, contradições e alegrias da vida. Assine aqui para receber novidades no fim de semana.

LEIA MAIS:

- 9 coisas que pessoas que sofrem de depressão gostariam que você soubesse

- Vamos chamar o estigma da saúde mental daquilo que realmente é: Discriminação

- Pessoas que sofrem com transtornos mentais explicam a importância dos relacionamentos

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Livros para falar de emoções com crianças
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção