Huffpost Brazil

Lição para os 'doutores': Cármen Lúcia corrige Roda Viva e esclarece que não é doutora

Publicado: Atualizado:
CARMEN LUCIA
Cármen Lúcia dá lição para 'doutores' sem doutorado | Fernando Frazão / Agência Brasil
Imprimir

Presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Cármen Lúcia corrigiu com delicadeza o âncora Augusto Nunes no Roda Viva de segunda-feira (17). Anunciada como doutora pela Universidade de São Paulo, ela explicou que chegou a cursar, mas não concluiu o doutorado.

"Fiz os créditos, mas não sou doutora porque não defendi a tese; então, por isso, não consta no meu currículo essa referência."

Assista à íntegra do programa:

A declaração da presidente do STF é uma lição para todos aqueles que se autointitulam doutores. Sejam médicos, que fazem questão que colegas os chamem por "doutor", mesmo sem ter iniciado um mestrado sequer. Sejam advogados, que se consideram doutores pelo conhecimento da lei.

Também é uma lição para quem já vitaminou o currículo, com mais experiências e formações que o efetivamente estudado ou trabalhado.

Em agosto deste ano, internautas montaram uma artilharia de críticas à empreendedora e palestrante Bel Pesce, após a divulgação do vídeo de crowfunding para a hamburgueria Zebeléo.

No currículo de Pesce, havia a informação de que ela tinha cinco graduações pelo MIT, nos Estados Unidos. Porém, é bacharel em Engenharia Elétrica e Ciência da Computação e em Ciência da Administração e tem dois minors em Matemática e Economia — o que indica que ela fez disciplinas dos dois cursos, mas não se formou neles.

A empreendedora fez seu nome por ter trabalhado no Google e na Microsoft, além de ter ajudado a fundar a empresa Lemon, no Vale do Silício. Recentemente, porém, foi tornado público que os trabalhos no Google e na Microsoft foram estágios de verão e que ela pediu para ser co-fundadora da Lemon.

A palestrante apresentou diplomas e documentos para comprovar a experiência, mas, ainda assim, os leitores encontraram inconsistências no discurso de Pesce, apresentadas pelo blogueiro Izzy Nobre.

ATUALIZAÇÃO

Esta matéria foi atualizada após a assessoria de Bel Pesce enviar um esclarecimento sobre a formação e as experiências profissionais de Pesce. "Ela falou inúmeras vezes sobre a questão dos majors e minors", informou a assessoria. Sobre o pedido da empreendedora para ser co-fundadora da Lemon, a assessoria esclarece que "isso fez parte da negociação, não foi um mero 'pedido'... A prática é absolutamente corriqueira no Vale [do Silício]".

LEIA TAMBÉM:

- 'Temos uma sociedade muito preconceituosa, especialmente no caso da mulher', diz Cármen Lúcia

- Caso Bel Pesce ensina que devemos ficar BEM atentos aos 'empreendedores de palco'

Mais no HuffPost Brasil:

Close
7 carreiras para trabalhar viajando
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção