Huffpost Brazil

Faixa censurada do disco ‘Refazenda', de Gilberto Gil, é divulgada depois de 41 anos

Publicado: Atualizado:
Imprimir

refazenda

Uma joia (quase) perdida no tempo.

Pode-se definir assim a música Rato Miúdo, gravada por Gilberto Gil para o clássico álbum Refazenda (1975), que era desconhecida do público até esta semana.

O cineasta baiano Jorge Alfredo, compositor da canção compartilhou o registro nesta terça-feira (18) em seu canal no YouTube. O motivo dela ter ficado de fora do disco? Foi censurada por conta de seu refrão, que reproduzia os dizeres do certificado de reservista do autor.

"Por ter sido julgado incapaz, definitivamente, podendo exercer atividades civis."

Alfredo escreveu um longo texto sobre o registro no site Caderno de Cinema, do qual é editor. Em um dos trechos, o compositor afirma que se a gravação tivesse sido incluída no LP de Gil, ela provavelmente teria entrado para a história como “o primeiro reggae brasileiro”.

Ele ainda conta:

“Gilberto Gil, na voz e no violão ovation, Dominguinhos no acordeão, Moacir Albuquerque, no baixo e Chiquinho Azevedo na bateria. Swingue puro. Rato Miúdo foi censurada por causa do refrão que reproduzia os dizeres do meu certificado de reservista: ‘por ter sido julgado incapaz, definitivamente, podendo exercer atividades civis’. Gil teve que retirar a música do show e do LP Refazenda, e não colocou nenhuma outra no lugar."

Até o momento, Gilberto Gil não se pronunciou em suas redes sociais sobre a canção.

Após 41 anos do lançamento de Refazenda, Rato Miúdo pode ser ouvida no player abaixo. Aproveite:

LEIA MAIS:

- Caetano Veloso é o artista mais completo da música brasileira segundo Billboard Brasil

- Com o álbum 'A Mulher do Fim do Mundo', Elza Soares tem duas indicações ao Grammy Latino

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Famosos e seus filhos fofos ❤
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção