Huffpost Brazil

Temer é recebido por imperador japonês. Mas mentiu sobre encontro com Putin...

Publicado: Atualizado:
Imprimir

temer

No final da noite de terça-feira em Brasília, o presidente Michel Temer encontrou-se com o imperador do Japão, Akihito, em sua residência imperial. A conversa, conforme informa o jornal O Estado de S. Paulo, foi focada em temas como investimentos internacionais e os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Além do imperador, Temer recebeu os "agrados" do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. Líder do Partido Liberal-Democrata (PLD, direita conservadora japonesa), o político japonês mostrou apoio à agenda macroeconômica e ao programa de privatizações do governo Temer. Foi a primeira vez que um chefe de Estado do Brasil realizou uma visita oficial a Tóquio em 11 anos.

O presidente brasileiro disse que os empresários japoneses mostraram-se animados com o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que inclui 34 projetos de privatizações ou de concessões de infraestrutura em transportes e energia. Temer acredita que a visita ao Japão serviu para mostrar o que acredita ser "um ambiente de segurança jurídica e de previsibilidade regulatória" no Brasil.

"O Japão apoia a política de reformas regulatórias, a criação de novas infraestruturas e o fortalecimento de oportunidades que o presidente Temer está adotando", afirmou o premiê japonês, acordo com o Estadão.

Para ele, as empresas japonesas veem o Brasil com uma série de "oportunidades" e "representa um enorme mercado, e a abertura pode tornar esse mercado ainda mais atraente".

Putin não recebeu Temer. E brasileiro mentiu

temer putin

Em fala à imprensa durante a visita à Tóquio, Temer afirmou ter se encontrado com presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante a cúpula dos Brics realizada no fim de semana em Goa, na Índia. Acontece que, diferente das afirmações, Putin negou-se a falar com Temer. As informações são do repórter Andrei Netto, do Estadão. O brasileiro, aliás, foi o único a ser preterido pelo russo, impossibilitando um encontro bilateral entre os mandatários dos dois países.

A informação foi divulgada pelo canal Russia Today. Segundo o veículo, a opção por não se encontrar com Temer tem relação com a "mudança brusca", forma como classificam o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

"Não só o ministro indiano se interessou, como durante um almoço o ministro Putin… o presidente Putin se interessou vivamente, tanto que eu dei explicações as mais variadas sobre o nosso projeto", afirmou Temer. Encontro, conforme informações russas, que jamais existiu.

LEIA TAMBÉM:

- 'Brasil começa a entrar nos trilhos', diz Temer em reunião do Brics

- Temer afirma que governo quer evitar aumento de impostos

- 'Se não fizermos os cortes agora, não teremos um País saudável daqui a 4, 5 anos'

- Atrás de investimentos, Temer vai à Ásia para participar de cúpula do Brics

Também no HuffPost Brasil

Close
Temer e líderes mundiais
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção