Huffpost Brazil

A marca de jeans de Khloé Kardashian promete fazer com que qualquer mulher se sinta linda e confortável

Publicado: Atualizado:
KHLOE KARDASHIAN
Actress Khloe Kardashian watches the Los Angeles Lakers play the Sacramento Kings during their NBA basketball game in Los Angeles, California, January 28, 2011. REUTERS/Lucy Nicholson (UNITED STATES - Tags: SPORT BASKETBALL ENTERTAINMENT PROFILE) | Lucy Nicholson / Reuters
Imprimir

Khloé Kardashian está, pouco a pouco, firmando o seu nome no mundo da moda. Recentemente, a socialite lançou a sua própria linha de jeans, chamada Good American, que conta com modelos que vão do tamanho 34 ao 56 e foram desenvolvidas pensando nas diferentes curvas femininas.

As dificuldades que a fundadora da marca sentia ao comprar calças serviram de impulso para a criação da etiqueta em parceria com sua amiga Emma Grede. Com um corpo que foge do padrão "magra-alta", ela não se identificava com os estilos das celebridades que explodiam quando era mais jovem, como Kate Moss.

“Quando Jennifer Lopez fez o filme Selena [em 1997] eu fiquei em choque. Eu e minhas irmãs finalmente tínhamos um modelo em que podíamos nos espelhar. O chato é que, naquela época, era só ela, mais ninguém. Não lembro de muitas outras mulheres assim encabeçando a cultura pop na época”, disse para a ELLE norte-americana.

@Shaebutters from the #goodsquad. Sign up to shop at goodamerican.com

A photo posted by GOOD AMERICAN (@goodamerican) on


Para Khloé, o objetivo da marca é mostrar que toda mulher pode se sentir linda e confortável, independentemente do seu biotipo. Foi isso que motivou a formação de um "Good Squad" repleto de embaixadoras totalmente inesperadas quando se fala uma grife especializada em denim. Em geral, supermagras e semi-nuas são presença garantida nas propagandas de jeanswear. Desta vez, entra em cena um grupo de mulheres poderosas de várias etnias e tipos de corpos.

Na hora de comprar as peças, a filosofia não muda. Na Nordstrom, cada uma delas foi fotografada em três meninas com medidas diferentes. Assim, a compra online fica mais fácil porque a imagem vista na tela do computador se aproxima mais da realidade vivida em casa.

"Eu era uma dessas meninas que vão em lojas de roupas e não acham nada do seu tamanho. Era horrível. Nós precisamos lutar para que nossos corpos também entrem na conta das marcas. É muito embaraçoso quando você vai fazer compras em um grupo de amigas e você é a única que precisa ir até a seção plus-size. Ter tudo no mesmo lugar para todo mundo é essencial!", arremata.

@daphnejoy from the #goodsquad. Sign up to shop at goodamerican.com

A photo posted by GOOD AMERICAN (@goodamerican) on

LEIA MAIS:

- Beth Ditto e o estilista Jean Paul Gaultier uniram forças para lançar coleção plus size

- Modelo australiana quer fim do termo ‘plus size' no mundo da moda

VEJA MAIS NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Nós existimos: a diversidade do corpo plus size
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção