Huffpost Brazil

Nenhum beijo a menos! Teve beijaço para combater a lesbofobia no Ximenes

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Um beijaço!

Essa foi a reação ao gerente que discriminou um casal de lésbicas que se beijava na fila do banheiro no bar Os Ximenes, no Rio de Janeiro.

Segundo o jornal O Dia, ao recriminar a cena, o gerente disse que ali "era um lugar de família, que crianças frequentavam o local”.

O beijaço ocorreu na sexta-feira (21) e “foi lindo", segundo relatos na página do evento no Facebook. A manifestação foi descrita por participantes como “Stonewall”, a rebelião americana que marcou a luta pela libertação gay nos Estados Unidos.

"E se fosse um casal hétero se beijando? Alguém iria constranger? Ou expulsar? Dizemos NENHUM BEIJO A MENOS e vamos reunir o nosso bonde sapatânika e de apoiadores na frente do Ximeninho, na sexta-feira (21/10), às 22h30. Vamos purpurinar, fazer barulho com percussão e dizer que, SIM, NÓS RESISTIMOS E EXISTIMOS. Porque afeto é revolução! E a encruzilhada vai ser SAPATÃO! Por todos os beijos que houver nessa vida!”, destaca a descrição do evento.

Na época, a assessoria do bar informou que "repudia qualquer atitude discriminatória" e acrescentou que o estabelecimento planeja um treinamento de conscientização para os seus funcionários.

LEIA MAIS:

- Nenhum beijo a menos: Bar da Lapa, no Rio, vai ter beijaço após gerente discriminar casal de lésbicas

- O que já sabemos sobre o beijo lésbico de Bruna Marquezine e Letícia Colin na minisérie 'Nada Será Como Antes'

- Marca de cerveja traz beijo gay e provoca consumidores a ser quem eles quiserem

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Verdades e mitos sobre o sexo lésbico
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção