Huffpost Brazil

Doria volta atrás e anuncia secretário para Pessoa com Deficiência: 'Não tenho compromisso com erro'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

joao doria

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (27) os nomes de cinco integrantes de seu secretariado que tomam posse no dia 1º de janeiro. A surpresa acabou sendo a manutenção da Secretaria de Pessoa com Deficiência.

É que durante a campanha, o político tucano, em uma de suas promessas de fazer cortes no secretariado, afirmou que cortaria até sete pastas, entre elas, a de Pessoa com Deficiência. Os planos mudaram e Cid Torquato acabou anunciado.

Nesta quinta, porém, as falas foram diferentes. Doria afirmou que optou por manter a pasta após ter conversado com a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) e com a deputada estadual Célia Leão (PSDB-SP). "Não tenho compromisso com erro", afirmou o prefeito, segundo relato do G1.

Para Cid Torquato, o secretário anunciado hoje, o "erro inicial" de Doria acabou "fortalecendo a visão da importância da secretaria".

O novo secretário paulistano é advogado formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP), com especialização em Direito Empresarial.

Torquato atuou como consultor e palestrante para grandes empresas e instituições. Ele acabou tetraplégico após um acidente durante visita à Croácia, a convite da ONU, em 2007. Ele estava na Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do governo Alckmin.

Gafe

Na semana passada, em visita a Perus, na Zona Oeste de São Paulo, Doria chamou a AACD, de "Associação para Criança Defeituosa" (o correto é Associação de Assistência à Criança Deficiente).

No mesmo dia, a assessoria do prefeito disse que ele "reconhece o erro e pede desculpas pelo uso equivocado da expressão". Doria prometeu que irá doar seu primeiro salário como prefeito à AACD.

Cortes menores?

Durante campanha, Doria prometeu extinguir sete pastas. Mas, segundo matéria da Folha de hoje, os cortes podem ser menores.

Nesta quinta, as informações são de que sete das 27 secretarias paulistanas existentes serão extintas. Porém, duas novas serão criadas, totalizando 22 secretarias municipais. Os cortes ainda não foram informados.

Influência de Alckmin
Apesar de negar a influência política de seu "padrinho" Geraldo Alckmin, Doria anunciou quatro nomes ligados ao governador de São Paulo: Julio Semeghini (Governo), o vice-prefeito Bruno Covas (Subprefeituras), Wilson Pollara (Saúde), Anderson Pomini (Negócios Jurídicos) e Cid Torquato (Secretaria da Pessoa com Deficiência).

Anderson Pomini, novo secretário de Negócios Jurídicos, é o único sem ligações com Alckmin. Pomini atuou como advogado da campanha de Doria.

“O governador não fez recomendações. O que fazemos é compartilhar com ele o nome quando a pessoa é egressa do governo estadual”, disse, de acordo com o Valor.

LEIA TAMBÉM:

- Doria: 'Haddad é maior e melhor do que o partido a que pertence'

- 'Don't cry for me Jardim Europa', destaca Washington Post sobre Bia Doria

- Doria diz que pode manter marginal a 50 km/h: 'Vamos analisar caso a caso'

- Doria refuta comparação com Trump: 'Sou totalmente Hillary'

Também no HuffPost Brasil

Close
Os livros prediletos de João Doria (PSDB)
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção