Huffpost Brazil

'Você não pode rejeitar a dor': Suzana Alves fala sobre experiência do parto humanizado

Publicado: Atualizado:
SUZANA
Suzana Alves é mamãe de primeira viagem | Reprodução
Imprimir

A atriz Suzana Alves é mamãe há três meses e falou sobre a sua experiência com o parto humanizado em entrevista ao canal AMAR, de Mariana Kupfer, no Youtube.

Engana-se quem pensa que o processo é um mar de rosas.

A mamãe de primeira viagem conta que Bejamim nasceu após nove horas de preparação e que o maior aprendizado foi simplesmente "aceitar a dor".

"Não é nada romântico. É como se você estivesse sendo engolido por uma onda. Se você luta contra essa onda, você não aguenta. Tem que relaxar e deixar acontecer. Quando vem a contração, você se transforma em outra pessoa por causa da dor. Você conversa com você mesma, com Deus, e é um momento muito único. Você não pode rejeitar a dor", compartilhou na entrevista.

A atriz que interpretou a personagem Tiazinha afirmou que decidira ter o parto normal após estudar e pesquisar sobre o tema.

"Eu estudei muito para ter o parto humanizado. Não é uma brincadeira. Você morre e vai para o céu várias vezes. Não é porque tá na moda. É algo transcendental."

O medo dela era fazer uma cesárea desnecessária, como acontece com muitas mulheres.

"Quando eu decidi que queria o parto humanizado, estava com 34 semanas de gestação. Por sorte eu achei a equipe que eu queria e que na hora eu sabia que não ia me sabotar para virar uma cesariana. São apenas 5% das mulheres do mundo que precisam da cesariana, mas ela virou uma necessidade. Tá errado isso. Para todo mundo deveria ser o parto normal."

Para ela, dar à luz em casa seria importante para que Benjamin nascesse em um ambiente acolhedor e familiar.

"Eu queria ter em casa porque é o meu ambiente, onde eu passei a minha gestação, é onde eu tenho meus bichos, com gato, cachorro, passarinho. Era muito especial."

Porém, mesmo com o auxílio da doula e da obstetra, as contrações de Suzana pararam e ela teve que ir para o hospital. Ela foi medicada para estimular as contrações e deu à luz em uma sala especial para o parto humanizado.

Assista ao relato completo da mamãe:

LEIA MAIS:

- Bela Gil comeu a placenta após dar à luz: 'Fonte incrível de nutrientes'

- Você pode trocar a cesárea pelo natural, por exemplo: Bela Gil quer conscientizar sobre parto humanizado

- Mulher é indenizada em R$ 50 milhões após hospital não cumprir plano de parto

Também no HuffPost Brasil

Close
58 fotos da ligação entre mulheres parindo e doulas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção