Huffpost Brazil

A mãe deste menino não se conformou ao vê-lo sozinho em sua própria festa de aniversário

Publicado: Atualizado:
MENINO
Reprodução
Imprimir

Um relato emocionado da americana Kristen Layne tomou as redes sociais nos Estados Unidos, após ninguém comparecer à festa de nove anos de seu filho, Mahlon.

Mãe de seis crianças, Kristen publicou a experiência em seu blog, Life on Peanut Layne, para pedir que pais tomem tempo para responder convites de aniversário, mesmo que seja para informar que os filhos não comparecerão.

Mahlon, descrito pela mãe como “inteligente, sensível e carinhoso”, estava ansioso para comemorar seus nove anos em uma festa com os amigos de escola. Até o ano anterior, o menino era educado em casa, por isso, era a primeira vez que teria uma festa com a presença de colegas.

“Quando seu aniversário chegou, ele acordou antes do nascer do sol. Pendurou decorações, encheu balões, limpou seu quarto, escolheu uma roupa e, cuidadosamente, organizou as lembrancinhas para seus amigos”, descreveu Kristen. Segundo a mãe, o menino estava contando as horas para festa.“‘É o dia mais feliz da minha vida, mamãe!’, ele me disse”.

Na semana anterior, Kristen e o marido enviaram convites aos colegas de classe de Mahlon, com o contato da família e um pedido de resposta, mesmo para aqueles que não poderiam ir. Sem receber nenhuma ligação, pensaram em cancelar a festa, mas o menino garantiu que cinco de seus amigos iriam. Mahlon até planejou brincadeiras com o tema da decoração, a saga de livros Diário de um Banana.

“Palavras não podem descrever a total e completa devastação que tomou conta de mim”, escreveu Kristen. “Ver meu menino de coração partido, sentado sozinho em sua mesa decorada, é mais do que eu posso aguentar”. Decepcionado, Mahlon disse ao pai que ninguém foi à festa, porque ele “não é muito popular na escola”.

O texto de Kristen recebeu comentários centenas de pais com histórias semelhantes sobre seus filhos, além de mensagens de carinho a Mahlon. Na postagem, ela pede que as famílias “pensem na criança sozinha, chorando, se sentindo rejeitada”, antes de ignorarem convites de colegas. A repercussão do caso, porém, fez com o aniversário de Mahlon tivesse uma reviravolta: o menino recebeu cartões e presentes de dezenas de internautas, além de uma ligação de Jeff Kinney, autor de seu livro favorito.

Também no HuffPost Brasil

Close
Start-up transforma desenhos de monstros feitos por crianças em realidade
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção