Huffpost Brazil

Marqueteiro diz que recebeu caixa 2 da Odebrecht em campanha de presidente da Fiesp

Publicado: Atualizado:
Imprimir

skaf duda

O publicitário Duda Mendonça afirmou ao Ministério Público Federal (MPF) que recebeu caixa 2 da Odebrecht em pagamentos por serviços prestados a Paulo Skaf, quando o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) foi candidato ao governo paulista em 2014.

Segundo informações da Folha de S. Paulo desta quinta-feira (3), foi o próprio Duda Mendonça quem procurou o MPF para fazer a delação, após ficar sabendo que entraria na lista de delatados pela Odebrecht na Operação Lava Jato.

A prestação de contas de Skaf (PMDB) indica pagamentos de R$ 4,1 milhões ao Votemim Escritório de Consultoria Ltda, de Duda Mendonça. A Folha informa, porém, que os serviços prestados pelo marqueteiro superaram este valor.

Os pagamentos ilegais da Odebrecht teriam ficado sob a responsabilidade do PMDB. Skaf teria sido informado do acordo.

O outro lado

O presidente da Fiesp afirmou desconhecer o assunto e considerar um "absurdo" as informações de que despesas de sua campanha política foram pagas com caixa 2.

LEIA TAMBÉM:

- Pokémon Go? As melhores reações ao calote bilionário do diretor da Fiesp

- Com dívida de R$ 6,9 bilhões, maior 'caloteiro' do Brasil é diretor da Fiesp

- ASSISTA: Vice-líder do governo ataca Skaf por campanha pró-impeachment da Fiesp

Também no HuffPost Brasil

Close
Transferência de presos da Lava Jato
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção