Huffpost Brazil

Temer critica ocupações e ironiza estudantes: 'Você sabe o que é uma PEC?'

Publicado: Atualizado:
TEMER ESCOLAS OCUPADAS
Montagem / Agência Brasil / Mídia Ninja
Imprimir

O presidente Michel Temer criticou nesta terça-feira (8) o movimento de ocupações de escolas públicas contra a reforma do ensino médio e contra o teto de gastos públicos.

"Nós precisamos aprender no país a respeitar as instituições, e o que menos se faz hoje é respeitar as instituições. Isso cria problemas e o direito existe exatamente para regular as relações sociais. Hoje, ao invés do argumento intelectual e verbal, usa-se o argumento físico. Vai e ocupa não sei o quê e bota pneu velho em estrada para impedir trânsito", afirmou no seminário Infraestrutura e Desenvolvimento do Brasil.

O evento, com uma platéia de executivos, é promovido pela Confederação Nacional da Indústria e pelo jornal Valor Econômico.

Temer ironizou ainda o desconhecimento sobre a Proposta de Emenda à Constituição que congela despesas da União por 20 anos. "[Pergunto] você sabe o que é uma PEC [Proposta de Emenda Constitucional]? É uma Proposta de Ensino Comercial. Estou dando um exemplo geral de que as pessoas debatem sem discutir ou ler o texto", disse.

O peemedebista defendeu a reforma do Ensino Médio, mas disse que ela não precisa acontecer por meio da medida provisória já em discussão no Congresso. O relator da MP 746/16, senador Pedro Chaves (PSC-MS), contudo, pretende apresentar parecer na comissão especial até o final deste mês.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, defende a votação por meio de medida provisória e não de projeto de lei para agilizar a mudança.

Já a PEC 55/16, que estabelece o novo regime fiscal, deve ser votada nesta quarta-feira (9) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O primeiro turno em plenário está previsto para 29 de novembro e o segundo turno em 14 de dezembro.

As ocupações nas escolas levaram à remarcação do Enem para mais de 240,3 mil estudantes que deveriam fazer as provas no último domingo (6) em 364 escolas ocupadas.

De acordo com balanço mais recente divulgado pela União Nacional dos Estudantes (UNE), 171 universidades estão ocupadas. Segundo a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, até a última terça-feira (1), 1.200 escolas e institutos federais estavam ocupados.

Ironias

Não é a primeira fez que Temer ironiza protestos contra medidas de seu governo. Em outubro, ele afirmou sugeriu, em evento no Palácio do Planalto, que empresários presentes oferecessem emprego a manifestantes do lado de fora.

Em setembro, o presidente minimizou manifestações ao dizer que os atos reuniam cerca de 40 pessoas, "grupos pequenos e depredadores" e anti-democráticos.

LEIA TAMBÉM

- ‘Sempre estive disposto ao diálogo', diz ministro da Educação sobre reforma do Ensino Médio

- Enem 2016: Aqui estão as respostas às dúvidas sobre o adiamento para mais de 190 mil candidatos

- Consultor do Senado dá seis motivos para considerar a PEC do teto inconstitucional

Também no HuffPost Brasil:

Close
'Escolas de Luta': Retratos das ocupações que sacudiram o Brasil
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção