Huffpost Brazil

Gênero, educação e raça: Pesquisa da CNN radiografa os eleitores de Trump e Hillary

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Os vários Estados Unidos foram às urnas nesta terça-feira. Mas como assim? Bem, os números mostram uma série de diferenças entre os grupos do país. Não há uniformidade nos votos e, em alguns casos, há, na realidade, uma aprofundada diferença.

Bem, Donald Trump foi eleito, antes de tudo. Não há nenhuma dúvida quanto a isso. Os americanos, dentro de seu sistema de votação por colegiado, decidiram que o megaempresário é ocupante ideal da Casa Branca para os próximos quatro anos.

Mas o que os números dizem além da simples vitória? Que foram os responsáveis pela vitória? E quem foram os apoiadores de Hillary Clinton?


Um levantamento minucioso da CNN
mostra grandes diferenças entre eleitores de Trump e Hillary, mesmo nas perguntas aparentemente mais simples. Os dados da rede de televisão americana são baseados numa pesquisa feita com os eleitores na saída das zonas de votação.

trump supporters

Os eleitores jovens de Trump e do Partido Republicano. Um grupo bem mais homogêneo

As diferenças entre grupos raciais e de gênero também chamam a atenção. Entre as mulheres brancas, Hillary ficou atrás. Donald Trump teve 53% do eleitorado e a democrata, 43%. Entre as mulheres negras, 94% dos votos foram para Hillary e 4% para Trump.

65% dos latinos - considerando homens e mulheres - votaram em Hillary, enquanto 58% dos brancos - também incluindo homens e mulheres - optaram pelo bilionário republicano. Entre os homens - totalizando brancos, asiáticos e latinos -, Trump teve 53% da preferência. Entre as mulheres - também sem fazer o recorte racial -, Hillary foi a preferida de 54%.

O voto dos jovens

hillary supporters

Eleitores democratas acompanham a apuração. Decepção é pouco.

Entre os mais jovens, de 18 a 29 anos, Hillary foi a preferida para 55% ante 37% de Trump. Na faixa entre 30 e 44, a preferência pela democrata cai para 50% (Trump tem 42%). Entre os mais velhos a tendência se reverte. Nos grupos de eleitores com 45 e 65 anos e também entre os eleitores com mais de 65, Trump ganhou os votos de 53%.

Entre os mais escolarizados - com graduação na faculdade, por exemplo -, Hillary recebeu os votos de 52%. Entre os sem diploma universitário, Trump recebeu 52%. Entre os pós-graduados, Hilary recebeu 58% dos votos.

Por outro lado, Trump lidera entre todos os grupos com maior poder aquisitivo. Para aqueles com vencimentos superiores a US$ 250 mil anuais, Trump teve 48% e Hillary, 46%. A democrata só lidera entre aqueles que recebem até US$ 49 mil anuais, com 51% da preferência.

Hillary teve 55% dos solteiros enquanto Trump teve a preferência de 53% dos casados, levando em conta homens e mulheres.

Trump e Obama iniciam transição

O presidente dos EUA, Barack Obama, recebeu nesta quarta-feira o presidente eleito Donald Trump para uma conversa na Casa Branca. A primeira-dama, Michelle Obama, também irá conversar em particular com a esposa de Trump, Melania.

O encontro marca o início da transição de poder para Trump, que assume o cargo no dia 20 de janeiro. Os no Salão Oval da Casa Branca, e Trump chegou no local sem ser fotografado, por uma entrada longe da imprensa.

Em breve declaração a imprensa, Obama classificou o encontro como "excelente" e disse que os dois abordaram, entre outros temas, questões organizacionais inerentes à Casa Branca e assuntos ligados à política externa. Obama também reforçou o compromisso em garantir uma transição tranquila.

"Quero enfatizar para você que nós vamos agora fazer tudo o que podemos para ajudá-lo a ter sucesso. Se você tiver sucesso, o país vai ter sucesso", dirigiu-se o presidente a Trump.

Close
Derrota dos Democratas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

LEIA MAIS:

- 'Socorro!': A reação de Mujica sobre vitória de Trump resume o sentimento de muita gente

- Obama: 'Não sejam céticos. Não pensem que não podem mudar as coisas'

- Hillary às mulheres: 'Nada me fez mais feliz do que ser a campeã de vocês'

Também no HuffPost Brasil

Close
Protestos contra Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção