Huffpost Brazil

Morte de Leonard Cohen: Cantor e poeta morre aos 82 anos

Publicado: Atualizado:
LEONARD COHEN
Leonard Cohen em show durante Coachella em 2009 | ASSOCIATED PRESS
Imprimir

O cantor e compositor canadense Leonard Cohen morreu aos 82 anos. A Sony Music Canada, sua gravadora, confirmou a morte na página Facebook do cantor. A causa não foi confirmada. “É com profundo pesar que informamos que lendário poeta, compositor e artista, Leonard Cohen faleceu”, dizia a declaração. “Perdemos um dos visionários mais respeitados e prolíficos da música. Um memorial será realizada em Los Angeles em uma data posterior. A família pede privacidade durante seu tempo de luto.”

Nascido em Westmount, Quebec, Canadá, em 21 de setembro de 1934, Cohen havia lançado seu último álbum You Want It Darker, no qual fazia reflexões sobre a morte. no dia 21 de outubro deste ano. Considerado um dos maiores artistas do século 20, o canadense aprendeu a tocar guitarra ainda jovem e formou o grupo de música folk Buckskin Boys. No entanto, sua carreira começou com a literatura. Lançou o romance The Favorite Game (1963), o livro de poesias Flowers for Hitler, de 1964, e mais um romance Beautiful Losers (1966). Porém, o pouco sucesso das obras à época fez com que ele fosse para Nova York, onde conheceu a cantora Judy Collins.

Com músicas no disco da artista, ele estreou no mundo musical em 1967, com a obra-prima Songs of Leonard Cohen – com os clássicos Suzanne e So long, Marianne. Cohen inspirou uma geração de talentosos músicos, incluindo Bob Dylan, e continuou a compilar prêmios e sucessos.

Um das maiores canções de sua carreira é Hallelujah, do álbum Various Positions, de 1985, que é reproduzida em diferentes versões até os dias atuais. Entre os anos de 1990 e 1996, Cohen ficou afastado da música, mas voltou após descobrir que havia sido roubado financeiramente por seu agente Kelley Lynch.

VEJA MAIS NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Os clipes icônicos de Leonard Cohen
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção