Huffpost Brazil

Donald Trump culpa mídia e chama protestos contra eleição de 'injustos'

Publicado: Atualizado:
TRUMP
KENA BETANCUR via Getty Images
Imprimir

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, acusou a mídia de estimular protestos "injustos" contra sua eleição na última terça-feira (8).

"Acabamos de ter uma eleição aberta e de sucesso. Agora, manifestantes profissionais, incitados pela mídia, estão protestando. Muito injusto!", desabafou o magnata no seu Twitter.

Milhares de pessoas voltaram às ruas na noite de quinta-feira (10) em várias cidades norte-americanas contra as políticas de Trump.

m Portland, maior cidade do estado de Oregon, a polícia chegou a classificar o protesto de motim, em razão do comportamento "criminoso e perigoso" de parte dos manifestantes. Segundo a polícia, há relatos de vandalismo em vários pontos da cidade. Em outras cidades, como Chicago e Nova York, as novas manifestações ocorreram em clima de paz.

Foi a segunda noite seguida de protestos. Na quarta-feira (9) ocorreram as primeiras manifestações nas cidades de Nova York, Chicago, Los Angeles e Washington (capital norte-americana). Os manifestantes se reuniram em vários pontos das cidades e marcharam para as áreas centrais entoando refrão como "Trump não é meu presidente". Em Nova York, Chicago e Washington, os manifestantes se reuniram em frente a hotéis e prédios comerciais pertencentes a Donald Trump, que fez carreira empresarial no ramo imobiliário.

Os protestos ocorreram apesar da tentativa do atual presidente, Barack Obama, e do futuro presidente de criar um clima de harmonia política no processo de transição de poder.

Obama, que foi eleito pelo Partido Democrata, recebeu Donald Trump na Casa Branca e disse que desejava sucesso ao novo governo. Segundo ele, se os republicanos tiverem êxito no governo, quem vai ganhar é o país. Donald Trump também elogiou Barack Obama. O clima de tranquilidade entre o atual e o futuro governo contrasta com as acusações mútuas que os dois protagonizaram durante a campanha eleitoral.

(Com informações da Agência Brasil)

LEIA MAIS:

- 'Se Trump tiver sucesso, o país vai ter sucesso', diz Obama em encontro com Trump

- Americanos tomam as ruas contra eleição de Donald Trump

- Capa do Charlie Hebdo traz Obama desesperado e perseguido pela polícia

Também no HuffPost Brasil

Close
Protestos contra Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção