Huffpost Brazil

Times da NBA não vão mais se hospedar nos hotéis de Donald Trump

Publicado: Atualizado:
Imprimir

bucks lebron

A NBA é conhecida por ser uma liga que aposta na inclusão. Historicamente, foi a liga de basquete quem avançou mais rápido nas pautas caras aos liberais - ou progressistas - americanos.

Recentemente, o All-Star Game, o grande final de semana festivo de meio de temporada, foi retirado da Carolina do Norte por conta de uma lei do banheiro, considerada transfóbica. O comercial de Natal da NBA do ano passado foi um aviso dos atletas sobre a escalada das mortes relacionadas com armas de fogo nos Estados Unidos.


Segundo informações da ESPN.com
, ao menos três equipes - Milwaukee Bucks, Memphis Grizzlies e Dallas Mavericks - não vão mais utilizar nenhum hotel que pertence ao bilionário e presidente eleito Donald Trump. O que quer dizer que nenhum desses times vai se hospedar nos famosos hotéis com as fachadas "Trump" em Nova York e Chicago.

Uma quarta equipe não revelada da Conferência Leste já manifestou interesse em não renovar contrato com o Trump SoHo, de Nova York. O time tem contrato válido até o final desta temporada.

Ainda de acordo com a ESPN norte-americana, outras sete franquias mantêm contratos de estadia em hotéis da marca Trump nesta temporada.

mavericks grizzlies

Marc Lasry, um dos maiores acionistas dos Bucks, e Mark Cuban, proprietário dos Mavericks, tornaram público o apoio à candidata democrata Hillary Clinton.

Até o momento, três treinadores - Stan Van Gundy (Detroit Pistons), Steve Kerr (Golden State Warriors) e Gregg Popovich (San Antonio Spurs) - tornaram públicas suas críticas ao presidente eleito. Van Gundy lamentou que os EUA sejam presididos por alguém "abertamente e descaradamente racista e misógino e etnocêntrico".

LEIA TAMBÉM:

- A NBA subiu o morro: Este projeto ensina basquete a meninas e meninos da Rocinha

- NBA pode remarcar Jogo das Estrelas em protesto à lei anti-LGBT

- Uma mulher vai comandar uma das equipes mais vencedoras da NBA

- Técnico campeão da NBA torce para atletas gays saírem do armário

Também no HuffPost Brasil

Close
NBA na Rocinha: Esporte e amor pela comunidade
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção