Huffpost Brazil

Uber é proibido no RJ após decisão de vereadores

Publicado: Atualizado:
UBER
Vereadores do Rio proíbem Uber | Toby Melville / Reuters
Imprimir

Em sessão nesta quarta-feira (16), vereadores do Rio de Janeiro aprovaram o projeto de lei que proíbe o Uber na capital fluminense.

Entre os 41 parlamentares presentes, 32 foram favoráveis e os demais se abstiveram de manifestações.

A medida de autoria da vereadora Vera Lins (PP) segue para a sanção ou veto do prefeito Eduardo Paes.

Esta foi a 18ª vez que a Câmara deliberou sobre o tema, de acordo com informações do Extra.

A decisão desta quarta está de acordo com a pressão exercida pela comunidade de taxistas da cidade que se opuseram a atividade do serviço de transporte remunerado de pessoas do aplicativo.

Em 2015, outro projeto de lei contra o Uber foi aprovado na cidade. Mas, este ano, a Justiça carioca autorizou por meio de uma liminar que os motoristas já credenciados continuassem exercendo a atividade até outra decisão do poder público.

A autora do projeto de lei disse que os taxistas "merecem respeito", segundo o portal R7.

Procurado pela reportagem, o Uber Brasil divulgou o posicionamento oficial em que alega a constitucionalidade das atividades da empresa.

"Como o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro já decidiu, o serviço prestado pela Uber e pelos motoristas parceiros tem fundamento na Constituição Federal e previsão expressa em lei federal (que criou a PNMU Lei Federal 12.587/2012). Ressalta-se que por diversas vezes os tribunais brasileiros afastaram as tentativas de proibição da Uber, confirmando a constitucionalidade das atividades da empresa e dos motoristas parceiros, e garantindo o direito de escolha da população. Por isso, a Uber vai continuar operando normalmente no Rio de Janeiro.

Vale lembrar que em abril deste ano a Juíza Ana Cecilia Argueso Gomes de Almeida da 6ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro, julgou procedente ação ajuizada pela Uber e garantiu que todos os motoristas parceiros da Uber pudessem continuar prestando seus serviços na cidade."

LEIA MAIS:

- 5 dicas de segurança para você não cair no 'golpe do Uber'

- Presidente da Câmara descarta proibir Uber no País e aposta em lei 'harmônica' com taxistas

- Rival da Uber, Cabify oferece desconto de 50% nas 10 primeiras corridas de passageiros em São Paulo

Também no HuffPost Brasil

Close
Protesto de taxistas em SP
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção