Huffpost Brazil

Diretores de 'Moana' dizem que 'possibilidades estão abertas' para personagem LGBT na Disney

Publicado: Atualizado:
MOANA
Divulgação
Imprimir

A estreia do filme Moana, nova animação da Disney, nem aconteceu mas a personagem já mostrou para o que veio: ampliar todos os limites já conhecidos como as fórmulas das 'Princesas da Disney'.

Agora, a pergunta é: o quão longe os diretores de criação da empresa estão preparados para ir?

O fato é que Moana vai simbolizar um novo tipo de protagonista.

Em contraste com o estereótipo da donzela em perigo, a primeira princesa da Polinésia da Disney é descrita pelos diretores Ron Clements e John Musker como uma "aventureira".

A dupla disse ao Huffington Post que eles começaram com uma história muito diferente para o filme, cujo foco era no deus Maui.

"Havia uma espécie de missão de resgate onde havia uma menina cujo par romântico tinha sido sequestrado, e basicamente ela foi resgatar o cara. Esse foi um dos mitos que usamos para a história original", argumentou Musker.

Mas foi depois de uma viagem que durou três semanas no país para aprender mais sobre a cultura local que os diretores disseram que era óbvio que o foco do longa deveria mudar para Moana.

"Nunca houve um romance nessa história [de Moana]. Era essa coisa dessa jovem em uma missão para salvar o mundo, o equilíbrio da natureza e como o destino de seu mundo estava em jogo", complementou Clements.

Em entrevista ao site, Musker afirmou que o filme está vai trazer muitas novidades.

"Nós fizemos suas pernas e seus quadris para torná-la capaz dessas acrobacias de ação que queríamos fazer, onde ela pode mergulhar em penhascos e esse tipo de coisas", acrescentou Musker.

Desde a personagem Ariel que ajudava a salvar seu príncipe em A Pequena Sereia para Tiana, a primeira princesa negra, em A Princesa e o Sapo, os diretores foram reconhecidos por trazer novas temáticas junto à Disney.

Questionados sobre quando a empresa planeja apresentar sua primeira princesa LGBT, Clements afirmou: "Parece que as possibilidades estão bastante abertas neste momento."

A dupla explicou que eles não têm controle total sobre a produção, mas que nunca foram reprimidos em nenhum tipo de ideia.

"Para existir uma personagem LGBT é preciso que o diretor apoie a ideia e que o John Lasseter (o Diretor de Criação da Disney Animation) gostasse da ideia. Mas eu posso garantir que nós realmente nunca tivemos restrições sobre o que fizemos", argumentou Musker.

Como prova disso, a dupla citou um exemplo do filme que estreia em janeiro. Em um dos trechos, Moana faz uma piada em relação à própria Disney quando o personagem Maui diz à Moana: "Se você usar um vestido e tiver um animal de estimação, você claramente é uma princesa", ironizando o estereótipo clássico das protagonistas.

Ainda assim, Moana não foge a receita original: de fato ela usa vestidos e tem um bichinho ao seu lado. Mas os diretores garantem: "Este é um tipo diferente de história e um tipo diferente de garota."

LEIA MAIS:

- Não vai ter príncipe: Moana, nova princesa da Disney, quer mesmo é salvar o mundo junto com seus amigos

- Conheça Moana, a mais nova princesa Disney

- Saiu o primeiro trailer de 'Moana', animação com a nova princesa (e guerreira) Disney (VÍDEO)

Também no HuffPost Brasil

Close
As princesas Disney como mães
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção