Huffpost Brazil

Em despedida na Europa, Obama mostra-se preocupado com futuro da democracia

Publicado: Atualizado:
OBAMA
Fabrizio Bensch / Reuters
Imprimir

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou nesta quinta-feira (17), que a profusão de notícias falsas nas mídias sociais são um sinal de que a democracia não está consolidada.

Durante uma entrevista com a chanceler alemã, Angela Merkel, o mandatário fez uma crítica velada ao presidente eleito dos EUA, o republicano Donald Trump.

Sem citar nomes, Obama falou em termos genéricos sobre as democracias de todo o mundo, e advertiu americanos e europeus, sugerindo que o povo "não presuma que os sistemas de governo e o modo de vida estão garantidos". "A democracia é um trabalho duro", finalizou.

"Se as pessoas, sejam elas conservadoras ou liberais, de esquerda ou de direita, não querem se comprometer e se engajar no processo democrático, adotam visões absolutistas e demonizam seus oponentes, o sistema vai desmoronar. Então eu acho que meu conselho mais importante é que se entenda quais são os fundamentos de uma democracia saudável e como nós temos que nos engajar continuamente na cidadania, e não apenas quando algo nos chateia, não apenas quando há uma eleição, ou quando uma questão fica em evidência por algumas semanas. É um trabalho duro".

O líder ainda advertiu que a facilidade com que se pode difundir notícias falsas na internet ameaça os princípios básicos da democracia.

"Nós não sabemos contra o que lutar, e nos podemos perder muito do que ganhamos em termos de liberdades democráticas, economias de mercado e prosperidade que já temos garantidas", afirmou, enaltecendo ainda que há "um problema" quando não se pode fazer distinção entre questões sérias e propaganda.

O Facebook em particular vem sofrendo severas críticas por não fazer distinção entre fontes confiáveis e não-confiáveis de notícias, e sofreu acusações de disseminar inverdades sobre questões políticas e sobre candidatos a cargos públicos. A questão ganhou ainda mais força após a eleição dos EUA. No começo desta semana, a companhia afirmou que vai adotar medidas para resolver o problema.

LEIA MAIS:

- Obama pede aos americanos que deem uma 'chance' e 'tempo' para Trump

- 4 vezes em que Michelle Obama foi certeira ao falar sobre racismo

- Capa do Charlie Hebdo traz Obama desesperado e perseguido pela polícia

Também no HuffPost Brasil

Close
Derrota dos Democratas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção