Huffpost Brazil
Grasielle Castro Headshot

Não, deputados! Rejeitem a anistia ao crime de caixa 2

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Mais uma vez a Câmara dos Deputados articula salvar os políticos que cometeram crime de caixa 2.

Depois de segurar o plenário por oito horas sem nenhum projeto em votação, a sessão de quarta-feira (23) foi encerrada assim que vazou um suposto texto que evidencia como os deputados planejam anistiar aqueles que não declararam tudo que receberam para financiar a campanha eleitoral.

A emenda apócrifa perdoa todo tipo de doação, inclusive as ilegais. O texto que supostamente seria incluído no pacote anticorrupção diz que:

“Não será punível nas esferas penal, civil e eleitoral, doação contabilizada, não contabilizada ou não declarada, omitida ou ocultada de bens, valores ou serviços, para financiamento de atividade político-partidária ou eleitoral realizada até a data da publicação desta lei.”

A imagem que foi parar nas redes sociais estava circulando entre deputados do PT e PCdoB, que integram a Liderança da Minoria. Integrantes de outros partidos como PMDB, PR, PDT, SD e PTB também estariam envolvidos na articulação.

Ao HuffPost Brasil, o procurador Deltan Dallagnol, integrante da força tarefa da Lava Jato, e um dos patrocinadores das medidas de combate à corrupção, considerou a medida um retrocesso. O procurador, porém, evitou comentar porque o texto não tem origem clara.

Nos bastidores da comissão especial que aprovou o pacote anticorrupção, a preocupação era sobre como apresentar o perdão ao caixa 2. As principais articulações envolviam uma emenda aglutinativa ou uma supressiva. Não estava claro quem ia colocar a digital no projeto.

Diante da repercussão negativa, o pacote deverá ser analisado no plenário na próxima semana. Primeiro secretário da Casa, o deputado Beto Mansur (PRB-SP) afirmou ao HuffPost Brasil que não há clima nem previsão de quórum para votar a medida nesta quinta-feira (24).

“Ainda tenho dúvidas sobre a legalidade do que foi votado. A comissão não viu o texto que foi aprovado, isso vai contra o regimento”, reclamou.

Aposta recorrente

Esta é a segunda vez neste ano em que a Câmara tenta aprovar o perdão ao caixa 2. Em setembro, deputados tentaram aprovar a medida sem alarde, mas foram impedidos pela reação da oposição. A medida beneficia principalmente alvos da Operação Lava Jato.

LEIA TAMBÉM:

- O que os deputados temem tanto com a aprovação das medidas anticorrupção

- Projeto de combate à corrupção traz sombra da anistia ao caixa 2

- Temer critica anistia ao caixa dois e minimiza rejeição de países latinos na ONU

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Intervencionista invadem o plenário da Câmara
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção