Huffpost Brazil

Por que as quatro palavras finais de ‘Gilmore Girls' fazem todo o sentido

Publicado: Atualizado:
GILMORE GIRLS
Reprodução
Imprimir

Você acabou a maratona de Gilmore Girls na Netflix e está sem palavras. As quatro últimas, para ser mais exato.

Depois de quase uma década de suspense, os fãs finalmente descobriram o objetivo final de “Gilmore” com o lançamento de “A Year in the Life”.

AVISO DE SPOILER:
Não leia o texto a seguir se você teve algo melhor a fazer do que dedicar as últimas 48 horas a “Gilmore Girls”.

Depois da jornada com as mulheres de Gilmore pelo inverno, primavera, verão e outono, os momentos finais da série mostram Lorelai e Rory no gazebo de Stars Hollow, onde eles começaram.

“Mãe”, diz Rory.

“Sim”, responde Lorelai.

“Estou grávida.”

Elas viram uma para a outra e a tela fica preta.

Repetindo. As últimas quatro palavras são: “Mãe.” “Sim.” “Estou grávida.”

Ao longo da série, as vidas de Lorelai e Rory são mostradas uma ao lado da outra. Elas lidaram com o roubo de iates, noivados rompidos e uma maratona de 24 horas de dança. É por isso que as quatro últimas palavras fecham o ciclo: a jornada de Rory espelha a de Lorelai.

Quando conhecemos Lorelai, no começo da série, ela tinha 32 anos, a mesma idade de Rory no fim do revival. É improvável que haja outra temporada de Gilmore Girls tão cedo, mas o final coloca Rory na mesma posição de sua mãe no passado: criar um filho sozinha.

As relações românticas de Rory também se parecem muito com as de Lorelai. A grande pergunta que o revival deixa sem resposta é, obviamente, quem é o pai da criança de Rory. Excluindo um eventual caso com uma criatura de “Guerra nas Estrelas”, Rory supostamente só transou com um homem ao longo do ano: Logan Huntzberger.

Sim, ela poderia ter dormido com Paul, o antigo namorado, mas é improvável que ele seja o pai. Logo antes de contar para a mãe sobre a gravidez, Rory recebe uma mensagem de texto de Paul terminando o relacionamento – e parece não dar muita importância. Logan, por sua vez, passa uma noite com Rory no começo do episódio “Outono”, o que faz sentido, considerando o timing da gravidez.

É aqui que as coisas ficam realmente interessantes. No final da série, Logan basicamente se torna uma figura paterna para Rory, no lugar de seu pai, Christopher, filho rebelde de uma família extremamente rica que acaba fazendo o que a família pede. A comparação fica mais clara quando Rory vai ao escritório do pai no último capítulo da série para perguntar como ele se sentiu a respeito de Lorelai ser mãe solteira. Como Logan, Rory entende que Christopher nunca estará presente em sua vida como ela mereceria.

Mas, assim como Christopher jamais estaria com Lorelai, o revival oferece a possibilidade de que Jess, ex de Rory, ainda sinta algo pela filha pródiga de Stars Hollow. A última vez que vemos Jess é no revival: ele olha para Rory dando a entender que não está muito à vontade na situação de ex. O amor ainda está no ar.

Seguindo essa lógica, Jess, sobrinho do atual marido de Lorelai, Luke, é a alma gêmea de Rory. Lorelai passou várias temporadas escolhendo entre Luke e Christopher, mas, como admite no revival, Luke sempre foi seu predileto.

Então preparem-se para o impacto. Se a série está tentando mostrar que os caminhos de Rory sempre serão parecidos com os da mãe, podemos deduzir que Logan é o pai, mas Jesse é quem será seu parceiro para toda a vida.

Não faz todo o sentido para você?

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost India e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 'Gilmore Girls': Escritora de 'Livre' se emociona com homenagem a livro no revival

- Assistir a séries juntas aproxima mães e filhas, diz pesquisa da Netflix

Também no HuffPost Brasil

Close
'Gilmore Girls': Pôsteres do revival na Netflix
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção