Huffpost Brazil

Wagner Moura: 'Precisamos entender que é da proibição que nasce o tráfico de drogas'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

wagner moura

"Você não precisa usar nem aprovar o uso de drogas para entender que a política de repressão não funcionou". A fala é do ator Wagner Moura, o mesmo que encarna o megatraficante Pablo Escobar na série Narcos. "Ao reprimir a produção, a venda e o uso de certas drogas, nós apenas entregamos todo esse mercado para o crime", continua ele.

No mais novo vídeo da campanha "Da Proibição Nasce o Tráfico" idealizado pelo CESEC – Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Candido Mendes, Moura une-se a outros artistas - Leandra Leal e Gregório Duvivier -, cientistas, ativistas e policiais militares. "Por causa da proibição, criamos uma guerra no País", provoca Ricardo Boechat. Outro que já havia se posicionado contra o proibicionismo.

O CESESC já trabalha na campanha desde 2015. Ela conta com os cartuns de Laerte, Angeli e André Dahmer. Cartuns como este, publicado na página oficial da campanha no Facebook:

malvados

Há ainda outras informações relevantes no vídeo publicado no YouTube: "O Brasil é campeão mundial de homicídios. Hoje, nós temos uma das polícias que mais mata e mais morre", diz Gregório Duvivier, outro artista que já se posicionou pela legalização das drogas.

O empresário e apresentador Alê Youssef fala àqueles que são contrários à legalização: "Se você é contra as drogas, o fim da proibição vai diminuir o risco que elas representam, direta ou indiretamente, para a sociedade".

Como? Informa o site oficial da campanha:

Proibir a produção, o comércio e o consumo de drogas significa jogar no mercado ilegal um negócio lucrativo, que movimenta bilhões de dólares por ano. Ao proibir substâncias cuja demanda é alta, o Estado abre mão de regular esse comércio, que passa a ser controlado por grupos criminosos. Como esses grupos não podem recorrer à Justiça para resolver entraves a seus negócios, usam da violência como método de resolução de conflitos, espalhando o terror e sitiando territórios e seus moradores.

Além disso, o custo de apreensões, subornos, prisões e demais riscos associados a esta atividade torna as substâncias mais valiosas, e o tráfico, cada vez mais lucrativo, uma vez que elevam o preço dos produtos comercializados. Com a proibição, recompensamos os criminosos mais perigosos, que se arriscam mais e utilizam mais violência para traficar drogas ilícitas.

"Nós todos que sonhamos com um País mais justo precisamos entender que, no fundo, é da proibição que nasce o tráfico", encerra a campanha o ator Wagner Moura.

LEIA TAMBÉM:

- Boechat sobre uso de drogas: 'Não admito que o Estado diga o que posso fazer'

- Por que os usuários de maconha devem 'sair do armário'? Gregório Duvivier explica (VÍDEO)

- 'Enquanto política em relação às drogas não mudar, não vai acabar nunca', diz Wagner Moura

Também no HuffPost Brasil

Close
Essas freiras que plantam maconha são um barato
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção