Huffpost Brazil

Por trás das histórias, quem se dispõe a contá-las: A tragédia da Chapecoense foi também um duro golpe no jornalismo esportivo

Publicado: Atualizado:
JORNALISTAS
Reprodução/Facebook
Imprimir

Por trás dos números, histórias de vida.

Por trás das histórias, aqueles que se dedicam a contá-las.

O acidente sofrido pela equipe de futebol da Chapecoense também envolveu profissionais da imprensa que eram os responsáveis por cobrir o evento.

Jornalistas da Globo e afiliadas, da Fox Sports, da RBS e das rádios de Santa Catarina estão confirmados entre as vítimas.

De acordo com o comunicado da Aeronáutica Civil da Colômbia (Aerocivil) apenas o jornalista Rafael Hensel, da Rádio Oeste Capital, de Chapecó, foi resgatado com vida e está sendo tratado no hospital de La Ceja.

É com grande pesar que nesta terça-feira (29), o Brasil inteiro presta homenagens aos jogadores, à tripulação e aos profissionais vítimas desta tragédia e que serão lembrados com carinho por suas contribuições.

Ari Júnior, cinegrafista da Globo

André Podiacki, repórter do jornal Diário Catarinense

Bruno Mauri da Silva, técnico da RBS

Devair Paschoalon, o Deva Pascovicci, narrador da Fox

O locutor passou por veículos como a TV Manchete de São Paulo, em que narrava jogos de basquete e futebol. Depois, foi para o canal SporTV e em seguida para a Rede CBN, onde foi narrador até 2015.

É a voz dele que dá vida ao vídeo da partida decisiva da semi final que o Chapecoense disputou antes de embarcar para Medellín.

Djalma Araújo Neto, cinegrafista da RBS

Douglas Dorneles, repórter da Rádio Chapecó

Edson Ebeliny, repórter da rádio Super Condá

Fernando Schardong, narrador na rádio Chapecó

Gelson Galiotto, narrador da rádio Super Condá

Giovane Klein Victória, repórter da RBS

Guilherme Marques, repórter da Globo

Guilherme Laars, produtor da Globo

Jacir Biavatti, comentarista esportivo da RIC TV

Laion Espíndula, repórter do Globo Esportes

O jornalista foi o responsável pela cobertura da partida do time de Chapecó contra o San Lorenzo na noite da última quarta-feira (23).

Lilacio Pereira Jr., coordenador de transmissões da Fox

Mário Sérgio Paiva, comentarista da Fox

O comentarista Mario Sergio Pontes de Paiva, ex-jogador e ex-treinador, defendeu a seleção brasileira e atuou no Flamengo, Vitória, Fluminense, Botafogo, Internacional, São Paulo, Palmeiras, Grêmio, Ponte Preta, entre outros. Como jogador, ganhou o apelido de Vesgo pelo fato de olhar para um lado e dar o passe pelo outro. Foi um jogador reconhecido por grande habilidade e criatividade.

Paulo Clement, jornalista da Fox

Jornalista há 25 anos, ele passou pelo Sistema Globo de Rádio, como diretor de esportes, e pelos principais jornais do Rio de Janeiro, como O Globo e Jornal do Brasil, onde foi editor de Esportes.

Homenagem do jornalista Silvio Barsetti ao colega e amigo

Começo a passar mal, minhas mãos ficam geladas. O suor encharca minha camisa. Tenho vontade de correr, de pular, de sair dali. Estou convicto de que o avião vai cair. Num gesto instintivo, peço ao Paulo Julio que segure a minha mão. Solidário e estranhando todo aquele sofrimento, ele repete 'calma, camarada, não é isso tudo, calma!' Passam-se os anos, e eu abro um sorriso ao encontrar com ele numa dessas coberturas de eventos esportivos e cantar 'Foi por medo de avião que eu segurei pela primeira vez a tua mão.' Ele também sorri. Acha graça naquilo. Talvez nunca tenha tido a ideia da extensão e importância daquele gesto tão breve, tão passageiro e tão reconfortante.

Renan Agnolin, repórter da rádio Oeste Capital, de Chapecó

Rodrigo Santana Gonçalves, repórter cinematográfico da Fox

Rafael Henzel, jornalista da rádio Oeste Capital

Foi resgatado com vida e levado ao Hospital de La Ceja.

Victorino Chermont, repórter da Fox Sports

Após a partida contra o San Lorenzo, o goleiro Danilo foi considerado o herói da classificação da Chapecoense. O jogador conversou com o repórter e se emocionou ao comemorou a conquista da grande final.

Posicionamento Grupo RBS

Posicionamento Fox Sports

O FOX Sports Latin America expressa o mais profundo pesar pelo acidente aéreo ocorrido hoje, em Medellín, nas primeiras horas da madrugada, no qual viajava a delegação da Associação Chapecoense de Futebol para jogar na Copa Sul-Americana, e entre os seus passageiros se encontravam seis companheiros da nossa equipe do FOX Sports Brasil:

Deva Pascovicci;
Mario Sergio;
Paulo Júlio Clement:
Victorino Chermont:
Rodrigo Santana e
Júnior Lilacio.

Em meio a uma profunda tristeza e consternação pelo ocorrido, estamos atentos a todas as informações que surgem minuto a minuto. O FOX Sports se solidariza e acompanha as famílias dos nossos profissionais e colegas do FOX Sports Brasil, dos jogadores do clube Chapecoense e daqueles que perderam suas vidas nesta tragédia para a comunidade do futebol latino-americano
Carlos Martinez
Presidente da FOX Networks Group Latin America

Tragédia interrompe sonho da Chape

A cidade de Chapecó, em Santa Catarina, e o futebol acordaram de luto nesta terça-feira (29). O acidente com o avião que levava a Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, deixou ao menos 71 mortos entre as 77 pessoas que estavam a bordo.

Além dos jogadores, o avião levava a comissão técnica e funcionários da equipe da Chapecoense, além de jornalistas que iriam cobrir o jogo a Copa Sul-Americana na quarta-feira, em Medellín, a primeira internacional da equipe do interior catarinense.

Segundo informações iniciais, o avião teria desaparecido do radar e feito um pouso forçado, devido a uma falha elétrica, em Cerro Gordo, Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto teria tentado um pouso antes da chegada, esvaziado os tanques de combustível para evitar uma explosão.

O avião, que havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, tinha como destino final o município colombiano de Medellín, onde a Chapecoense disputaria as finais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, amanhã à noite.

As informações iniciais das autoridades colombiana falavam 76 mortos.

LEIA MAIS:

- Após ser alvo de críticas de usuários, Netshoes esclarece dobro do preço da camisa da Chapecoense

- Queda de avião deixa Chapecó e o futebol de luto. Tragédia na Colômbia tem 75 mortos

Também no HuffPost Brasil

Close
A trajetória da Chapecoense na Copa Sul-Americana
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção