Huffpost Brazil

'Selma' gabarita estudo sobre veracidade de filmes históricos

Publicado: Atualizado:
SELMA
Divulgação
Imprimir

Filmes inspirados em histórias e personagens reais costumam causar controvérsia ao alterar fatos por liberdade narrativa, ferramente que tenta tornar a trama mais interessante, ou ajuda a condensá-la no período de duas horas de um longa-metragem. O site especializado em infográficos Information is Beautiful analisou 14 filmes baseados em fatos e que foram indicados a grandes prêmios do cinema, como o Oscar, nesta década.

Os eventos retratados foram analisados, cena a cena, em comparação com o que realmente aconteceu, e divididos em cinco categorias: verdade, próximo da verdade, liberdade narrativa, falso e desconhecido. Selma – Uma Luta pela Igualdade, da diretora Ava DuVernay, foi considerado o mais historicamente correto dentro do grupo, com 100% dos fatos verificados. A trama acompanha a caminhada feita por Martin Luther King Jr. na cidade de Selma, nos Estados Unidos, em um ato pelos direitos civis dos negros.

O Jogo da Imitação, sobre o matemático inglês Alan Turing, foi reprovado, com apenas 41,4% de sua trama considerada um bom retrato do que realmente aconteceu. Entre os erros apontados pelo estudo está o destino do personagem. No filme, após um ano de castração química, Turing comete suicídio. Segundo documentos, não se sabe se o cientista se matou ou acidentalmente se envenenou com cianeto de seu laboratório. Sua morte aconteceu um ano depois que ele já havia parado de usar os hormônios da terapia imposta pelo governo.

Confira o ranking abaixo:

  • Selma – Uma Luta pela Igualdade – 100%
  • A Grande Aposta – 91,4%
  • Ponte dos Espiões – 89,9%
  • Rush: No Limite da Emoção – 81,9%
  • Spotlight – 81.6%
  • Capitão Phillips – 81,4%
  • 12 Anos de Escravidão – 88,1%
  • A Rede Social – 76,1%
  • O Lobo de Wall Street – 74,6%
  • O Discurso do Rei – 73,4%
  • Philomena – 69,8%
  • Clube de Compras Dallas – 61,4%
  • Sniper Americano – 56,9%
  • O Jogo da Imitação – 41,4%

LEIA MAIS:

- A TV nunca teve tantos personagens LGBTQ quanto agora

- Google faz adorável homenagem a 'Pelo Telefone', o 1º samba de nossa música

- A mulher que nos traz orgulho: Elza Soares é a mais nova dona de um Grammy Latino

Também no HuffPost Brasil:

Close
'Selma'
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção