Huffpost Brazil

Chapecoense vai velar atletas no estádio. E o Atlético Nacional promete usar uniforme da Chape

Publicado: Atualizado:
Imprimir

chapecoense


Após o choque
, a tentativa de reconstrução.

A Associação Chapecoense de Futebol entra no dia seguinte à maior tragédia do futebol brasileiro com algumas perguntas e muita solidariedade por parte de adversários locais e fora do País.

Em Chapecó, no interior de Santa Catarina, as escolas suspenderam as aulas e boa parte dos comércios nem levantaram as portas - incluindo a loja da própria Chape. As varandas ganharam adornos e fitas pretas e verdes. Claro, a camisa da equipe é praticamente o fardamento oficial por lá.

"Nós estávamos lá com eles na vitória e estamos aqui por eles na tragédia, chova ou faça sol. Como uma família", contou o torcedor Cauã Régis, à Reuters. Por sinal, fala bastante semelhante às colhidas pelo HuffPost ontem.

Dos 71 corpos recuperados no local do acidente, quase 20 já foram identificados. Os legistas devem concluir o trabalho até a noite desta quarta-feira.

Sobreviventes e homenagens dentro do estádio

O boletim médico mais recente do zagueiro Neto e do jornalista Rafael Henzel, ambos sobreviventes do acidente, foi divulgado na manhã desta quarta-feira.

Segundo informações da ESPN Brasil, o atleta apresenta um ferimento na cabeça, mas não apresenta dano cerebral. Neto tem ainda um trauma no tórax, lesão na perna esquerda e fratura no tornozelo.

Por sua vez, o jornalista sofreu um trauma torácico e apresenta fraturas de costelas, além de lesões está sob cuidados críticos, estável, ventilação mecânica. O estado dele é considerado estável, mas demanda "cuidados críticos". Eles estão hospitalizados no Clínica San Juan de Dios na cidade de La Ceja, na região de Antioquias.

O goleiro Jakson Follmann se recupera de uma amputação da perna direita, segundo os médicos, aponta a Reuters.

O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, foi à Colômbia para tentar a liberação dos corpos das vítimas, mas também para ter notícias sobre os sobreviventes.

"Nesse primeiro momento é melhor que eles (sobreviventes) fiquem aqui. Vamos disponibilizar para que as famílias venham para cá. Os ferimentos são graves. Num curto prazo, não há previsão para que eles saiam daqui", disse o prefeito, ao Globoesporte.com.

Os familiares das vítimas do acidente estão sendo deslocados para a cidade para que possam esperar a chegada dos corpos. "As autoridades colombianas definiram que a identificação será feita com os passaportes. Por não ter havido explosão, isso possibilitou a identificação", afirma o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Gelson Merisio, também de acordo com o GE. Os atletas devem ser homenageados na própria Arena Condá, com o velório no gramado.

Adversário de primeira linha

Após os jogadores e o próprio clube, nas ruas de Medellín, os torcedores do Atlético Nacional deram uma linda aula de esportividade. Em castellano, cantaram a "campeã Chapecoense":


"Que escutem em todo o continente, sempre recordaremos a campeã Chapecoense!"
, cantavam.

O clube colombiano, aliás, vem desde o momento do acidente se mostrando solidário ao adversário brasileiro. Prontamente, ainda ontem, jogadores e dirigentes falaram abertamente sobre anunciar o clube catarinense como campeão.

Um vídeo no YouTube
no canal oficial do clube trata a Chape como "lenda". "Não são apenas 90 minutos: deve-se jogar a vida inteira pelos sonhos". Uma homenagem póstuma está marcada para o estádio Atanasio Girardot, em Medellín, para 21h45 (de Brasília), horário em que as equipes deveriam estar em campo.

Hoje mais cedo, mais um lindo gesto: O clube colombiano pediu para usar o uniforme do adversário catarinense em partida válida pelo campeonato local.

Homenagens não param

Os mais variados símbolos ganharam as cores da equipe brasileira:

O futebol brasileiro vestiu-se de Chape:



Inclua aí as homenagens dos rivais dentro de Santa Catarina, Avaí e Criciúma:



O clássico hino "You'll Never Walk Alone", do Liverpool, ganhou contornos épicos:


O Torino, da Itália, foi outro quem mostrou-se solidário após a queda. Detalhe: os italianos sabem exatamente como é ser vítima de um acidente aéreo. Em 1949, todos os 42 presentes no voo morreram na hora, incluindo o elenco da equipe italiana.

Por fim, a bela homenagem na capa do jornal carioca Meia Hora:


Chape no videogame

"Vista esse uniforme e escudo em apoio aos amigos, familiares e fãs da Chapecoense. Força Chape". A produtora EA Sports, do game Fifa 17, liberou nesta quarta-feira os dois uniformes da equipe catarinense.

Tragédia interrompe sonho da Chape

A cidade de Chapecó, em Santa Catarina, e o futebol acordaram de luto nesta terça-feira (29). O acidente com o avião que levava a Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, deixou 71 mortos.

Além dos jogadores, o avião levava a comissão técnica e funcionários da equipe da Chapecoense, e jornalistas que iriam cobrir o jogo a Copa Sul-Americana na quarta-feira, em Medellín, a primeira internacional da equipe do interior catarinense.

Segundo informações iniciais, o avião teria desaparecido do radar e feito um pouso forçado, devido a uma falha elétrica, em Cerro Gordo, Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto teria tentado um pouso antes da chegada, esvaziado os tanques de combustível para evitar uma explosão.

O avião, que havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, tinha como destino final o município colombiano de Medellín, onde a Chapecoense disputaria as finais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, amanhã à noite.

Close
A trajetória da Chapecoense na Copa Sul-Americana
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

LEIA TAMBÉM

- O que sabemos sobre o avião e as possíveis causas do acidente com a Chapecoense

- Tragédia foi também um duro golpe no jornalismo esportivo

- Aplausos ao Jornal Nacional: Homenagem às vítimas marca telejornalismo

- Chapecó veio uma faísca de solidariedade. Que seja para ficar

Também no HuffPost Brasil

Close
A comoção toma Chapecó e o mundo do futebol após o desastre na Colômbia
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção