Huffpost Brazil

Aplausos do Jornal Nacional às vítimas da Chapecoense emocionam brasileiros

Publicado: Atualizado:
Imprimir

A edição do Jornal Nacional desta terça-feira (29) entrou para a História do telejornalismo brasileiro. Com uma cobertura especial sobre o acidente aéreo que matou a maioria dos jogadores da Chapecoense, além de 20 jornalistas, o JN sensibilizou os telespectadores desde o primeiro bloco:

Mas foi o encerramento do telejornal que fez não só o público engasgar, mas também os próprios âncoras.

"Tem sido um longo dia hoje", iniciou Heraldo Pereira. "Desde a madrugada, os brasileiros acompanharam, aflitos, as notícias da queda do avião."

"E um dia que ficará marcado nas nossas vidas", completou Giuliana Morrone, com a voz embargada.

Galvão Bueno concluiu:

"Todos nós sabemos como o esporte provoca emoção e paixão. Os atletas são e serão sempre os protagonistas de tantas histórias inesquecíveis. São eles, os técnicos, os dirigentes que fazem o espetáculo. Mas quem leva a você a emoção que o futebol provoca são os jornalistas das TVs, das rádios, dos jornais impressos e da internet... É absolutamente simbólico e muito triste que seja esse acidente a nos lembrar de forma tão explícita, tão doída, essa ligação. Só nos resta então uma última homenagem para os jogadores, a comissão técnica, os dirigentes da Chapecoense, e para os jornalistas de todos os veículos que nos deixaram hoje tão tragicamente..."

De pé, todos aplaudiram as vítimas do voo da Lamia.

Foi mais de 1 minuto e meio de palmas ecoando as imagens das 71 pessoas mortas na tragédia.

Os brasileiros aprovaram:

Resumindo:

LEIA MAIS:

- O que sabemos sobre o avião e as possíveis causas do acidente com a Chapecoense

- De Chapecó veio uma faísca de solidariedade. Que seja para ficar

Também no HuffPost Brasil

Close
A trajetória da Chapecoense na Copa Sul-Americana
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção