Huffpost Brazil

Repórter da Globo se emociona ao citar morte de colega no ‘Jornal Hoje'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

repórter emocionado

O repórter Ari Peixoto, da Rede Globo, se emocionou ao falar da morte de um colega de trabalho em um link ao vivo de Medellín, na Colômbia.

Ari falava no Jornal Hoje desta quinta-feira (1º) sobre a liberação dos corpos das 71 vítimas da tragédia envolvendo o avião da Chapecoense.

“Entre esses dois brasileiros, eu tenho… Não gostaria de dizer isso, mas é do nosso colega, Guilherme Marques, repórter do departamento de esportes da TV Globo. Evaristo. Desculpe”, disse Ari.

Do estúdio, Evaristo Costa tentou tranquilizar o repórter. “Ok, Ari, imagina, não precisa pedir desculpa por isso. A gente entende a sua emoção, é a mesma emoção de todos nós, funcionários da Globo, por perder um colega".

Tragédia interrompe sonho da Chape

A cidade de Chapecó, em Santa Catarina, e o futebol acordaram de luto na terça-feira (29). O acidente com o avião que levava a Chapecoense para a Medellín, na Colômbia, deixou 71 mortos.

Além dos jogadores, o avião levava a comissão técnica e funcionários da equipe da Chapecoense, e jornalistas que iriam cobrir o jogo a Copa Sul-Americana na quarta-feira, em Medellín, a primeira internacional da equipe do interior catarinense.

Segundo informações iniciais, o avião teria desaparecido do radar e feito um pouso forçado, devido a uma falha elétrica, em Cerro Gordo, Colômbia. A aeronave estava a apenas cinco minutos de voo do aeroporto mais próximo, mas o piloto teria tentado um pouso antes da chegada, esvaziado os tanques de combustível para evitar uma explosão.

O avião, que havia decolado de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, tinha como destino final o município colombiano de Medellín, onde a Chapecoense disputaria as finais da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na noite de quinta-feira (30).

Boletim médico oficial mais atualizado nas redes sociais da Chape:

LEIA MAIS:

- Os brasileiros acordaram com dois novos amores: Colômbia e Atlético Nacional

- 'Avião não tinha combustível suficiente para pouso em aeroporto alternativo', diz governo da Colômbia

- Número de sócios dispara após tragédia. E Chapecoense acha 'merecido' dividir título com Atlético Nacional

Também no HuffPost Brasil

Close
A comoção toma Chapecó e o mundo do futebol após o desastre na Colômbia
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção