Huffpost Brazil

O futebol respira: A bola voltou a rolar e as torcidas brasileiras deram aula de respeito à Chapecoense

Publicado: Atualizado:
Imprimir

chapecoense

Para começar, o ensurdecedor minuto de silêncio antes da partida final entre Grêmio e Atlético Mineiro pela Copa do Brasil:

Gremistas e atleticanos, lado a lado, unidos também a jornalistas para lembrar as vítimas da tragédia na Colômbia.

Depois do luto que tomou o esporte brasileiro, a bola voltou a rolar ontem, com os gaúchos garantindo, pela quinta vez, a taça do segundo mais importante torneio nacional.

Em Curitiba, mais especificamente no estádio Couto Pereira, outra bela lembrança para as vítimas do voo que levava os atletas da Chape para enfrentar o Atlético Nacional.

Os torcedores do Coritiba e do Atlético Paranaense - lado a lado, juntos - lotaram o estádio para gritar a plenos pulmões por uma partida que não existiu. Ontem, no Couto Pereira, aconteceria a segunda partida final entre Chapecoense e os colombianos do Atlético Nacional, pela final da Copa Sul-Americana.

Teve, claro, o já tradicional "Vamo, Vamo Chape!", mas também a presença de sinalizadores, gritos de incentivo e tudo que o torcedor brasileiro já está acostumado. Faltou, claro, os 22 atletas correndo no gramado.

No futebol, como na vida, a bola insiste em rolar.

Close
Homenagens a Chape no Brasil e na Colômbia
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

LEIA MAIS:

- Sobrevivente da Chape, Alan Ruschel volta a caminhar após acidente

- Jornalista sobrevivente de voo da Chape homenageia médico colombiano: 'Primeiro a me atender no caos'

- Controladora de voo investigada por tragédia com a Chape pede refúgio no Brasil

Também no HuffPost Brasil

Close
A comoção toma Chapecó e o mundo do futebol após o desastre na Colômbia
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção