Huffpost Brazil
Grasielle Castro Headshot

Os ensinamentos que Obama deixou para todos nós em seu discurso de despedida

Publicado: Atualizado:
OBAMA
Em Chicago, onde começou a campanha, Obama fez seu discurso de despedida | Bloomberg via Getty Images
Imprimir

Emocionante, capaz de nos fazer refletir e conciliador.

Foram assim as palavras do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em seu discurso de despedida. Sem ataques diretos ao adversário, o presidente eleito Donald Trump, com palavras de gratidão e muitas dicas de lição de vida, o discurso de Obama é um convite à reflexão.

Obama, que deixa a presidência da maior potencial mundial em 10 dias, decreta que a democracia dos Estados Unidos está sob ameaça. “Para ela funcionar, é preciso de um senso básico de solidariedade.”

Em Chicago, onde iniciou a carreira política, Obama ressaltou os avanços pós-modernas permeadas por fatores como tecnologia, por meio das redes sociais, e mudanças climáticas.

O primeiro presidente negro dos Estados Unidos também não podia deixar de falar da questão racial. Para ele, ainda é preciso que as minorias se unam.

Aqui estão os principais ensinamentos e reflexões que Obama deixou em seu discurso:

Oportunidades

"Nossa economia não funciona tão bem ou cresce tão rápido se alguns poucos prosperam às custas de uma classe média que cresce.”

“Nossa democracia não vai funcionar se as pessoas não tiverem oportunidades econômicas."

“Independentemente do espaço que ocupamos, todos nós temos que nos esforçar muito. A começar pela premissa de que todos têm valores, trabalham duro e família.”

Democracia

"Nós enfraquecemos laços quando definimos alguns de nós como mais americanos do que outros. Quando anulamos todo o sistema, o considerando corrompido, e culpamos os líderes que escolhemos sem examinar nosso próprio papel na eleição deles.”

“A democracia precisa de você. Se você está cansado de discutir com estranhos na internet, tente falar com um deles na vida real."

"Se você está decepcionado com os políticos eleitos, pegue uma prancheta, vá atras de assinaturas, concorra. Se mostre. Às vezes você vai ganhar. Às vezes você vai perder."

“Quando as taxas de eleitores estão entre as mais baixas entre as democracias mais avançadas, é preciso tornar mais fácil votar, não mais difícil."

“Aprendi que as mudanças só ocorrem quando os cidadãos comuns participam e se unem para demandar.”

Redes sociais e informação

“Nós nos tornamos tão seguros nas nossas bolhas que começamos a aceitar apenas informações que combinam com nossas opiniões, sejam elas verdadeiras ou não.”

Raça

“Depois da minha eleição, houve uma conversa de América pós-racial, o que não foi realista. Raça continua a ser uma força potente e que segrega em nossa sociedade. Vivi o suficiente para ver que nossas relações raciais estão melhores do que eram 10, 20 30 anos atrás.”

"Temos que garantir leis contra a discriminação, mas só leis não serão suficientes, temos que mudar os corações.”

Mudanças climáticas

“Sem ações corajosas, nossas crianças não terão tempo para discutir sobre mudanças climáticas porque estão lidando com os efeitos delas.”



Mais ensinamentos

Obama aproveitou para aconselhar os americanos a ouvir um dos ensinamentos de Atticus Finch: “Você nunca entende uma pessoa até passar a considerar as coisas do ponto de vista dela”.

Emocionado, no fim do discurso, Obama agradeceu à mulher, Michelle, às filhas e ao vice-presidente Joe Bidden.

“Hoje é minha vez de dizer obrigado. Todos os dias, aprendi com vocês. Vocês fizeram de mim um presidente melhor, e fizeram de mim um homem melhor”.

Após dizer que foi uma honra servir aos americanos, Obama finalizou seu discurso como iniciou a campanha:

Yes we can,
Yes we did,
Thank you.”

LEIA TAMBÉM:

- Um político no front: Um balanço econômico do governo de Barack Obama

- Despedida de Obama vai 'bombar' de celebridades. Já Trump, não terá a mesma sorte

Mais no HuffPost Brasil:

Close
5 livros que Barack Obama escolheu para ler nas férias
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção