Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Adriana Caitano Headshot

Recado para os gringos: O Brasil não é bagunça!

Publicado: Atualizado:
RYAN LOCHTE
Montagem/Instagram/Getty Images
Imprimir

Depois de acompanhar a Olimpíada do Rio e ver o Brasil sendo menosprezado por muitos estrangeiros que acharam que aqui era "a casa da mãe Joana", tenho certeza de que muitos brasileiros ficaram com a revolta entalada na garganta, como eu. Resolvi então escrever uma carta para esse pessoal que adora vir aqui ver as praias e as mulheres de biquíni, mas não faz a menor questão de respeitar o país que lhes deu abrigo. Quem sabe eles aprendem...

2016-08-19-1471625136-9842950-brasileiros.jpg

O melhor do Brasil é o brasileiro, acreditem (Rio 2016 / Divulgação)

Caros gringos,

Sim, nós vivemos num país cheio de problemas, somos os primeiros a admitir.

Temos centenas de coisas a melhorar, da educação à segurança.

É verdade que alguns de nós perdem a noção e ficam vaiando adversários só porque não são daqui, mas eles não representam a maioria.

Ok, não somos pontuais mesmo, de fato não somos super-organizados, temos muita dificuldade com nossos representantes políticos e ainda convivemos com uma profunda desigualdade social e racial.

Só que somos como mães, que criticam os filhos, mas viram onça quando alguém fala mal deles.

Vocês, nadadores americanos, devem ter pensado:

"É claro que seria muito possível quatro estrangeiros, brancos, altos, atletas olímpicos serem assaltados numa noite comum do Rio de Janeiro. Quem não acreditaria? A polícia deste país subdesenvolvido que não conseguiu nem limpar uma piscina direito e que está infestado de zika vírus jamais teria competência para descobrir a verdade, não é? Até lá, já estaremos todos de volta ao sonho americano exibindo nossas medalhas."

Mas não aceitamos que vocês gastem tempo e energia de nossa força policial para investigar um crime que não existiu só para disfarçar uma besteira que fizeram. Esperamos que tenham aprendido a lição, no mínimo.

Também não achamos nada engraçado quando jornais dos países de vocês ironizam nossa segurança, partindo do princípio de que desconfiamos de uma falsa denúncia só porque era contra o nosso país.

Aqui a Justiça pode ser lenta, muitas pessoas continuam morrendo por causa do tráfico de drogas, muita gente ainda é assaltada no meio da rua, infelizmente. Só que as vítimas são pessoas reais, mães que perdem os filhos, trabalhadores que perdem o que têm. É algo muito dolorido e deve ser levado a sério.

Lamentamos muito que tenham dito a vocês que aqui as mulheres são fáceis e existem apenas para satisfazer o desejo sexual dos homens. Isso não é verdade. Se vamos à praia com biquínis menores ou até nuas, isso é problema nosso, não um convite (aliás, os homens daqui também não aprenderam isso tão bem ainda). E, quando vocês chegam forçando a barra, nós sabemos que é estupro e denunciamos. Não importa se você é um atleta olímpico ou de onde você venha.

Não gostamos de saber que alarmaram lá no seu país o risco real de pegarem zika por aqui. Realmente é uma doença triste que prejudica a vida de milhares de nossos bebês. Mas certamente vocês, patrocinados por grandes marcas, com médicos e todo tipo de ajuda por perto, não correriam mais risco do que as mulheres grávidas que vivem no sertão nordestino.

Aqui ainda há racismo e preconceito, tem gente até morrendo por conta disso. Mas somos majoritariamente um povo que mistura as cores, as raças, os sexos e as religiões com certa harmonia.

Por isso, dizer que somos bizarros ou que estaríamos usando forças místicas para vocês perderem é uma babaquice sem tamanho e todos nos incomodamos com isso. Reconhecer que outra pessoa além de vocês possa ter talento não faz mal, viu?

Bem, apesar de tudo isso, continuaremos recebendo vocês e seus compatriotas de braços abertos, porque somos brasileiros e não desistimos nunca.

Mas precisamos lhes informar com todas as letras, para que nunca mais esqueçam: pode parecer, mas O BRASIL NÃO É BAGUNÇA!.

LEIA MAIS:

- Eu fui assediada por políticos quando era repórter em Brasília

- Como uma revista está conseguindo tirar pessoas da rua e difundir a cultura ao mesmo tempo

Close
10 trilhas incríveis no Rio de Janeiro
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual