Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Amy Morin Headshot

4 desculpas que pessoas mentalmente fortes NÃO usam

Publicado: Atualizado:
HAPPINESS
Atsushi Yamada via Getty Images
Imprimir

Justificar uma decisão equivocada que você tomou, seguindo adiante pelo caminho errado, ou racionalizar a escolha errada que você está prestes a fazer, são coisas que podem lhe parecer as melhores em determinado momento. No longo prazo, porém, deixar de assumir a responsabilidade por nossas decisões erradas apenas nos rouba força mental.

Em um momento ou outro, todo o mundo deixa de levar riscos em conta, rende-se à busca do prazer imediato ou age impulsivamente. Para realmente se tornar uma pessoa mais forte, porém, você precisa admitir seus erros para que possa modificar seu comportamento futuro.

Veja quatro frases que pessoas mentalmente fortes não empregam para justificar seu comportamento:

1. "Prefiro implorar por perdão que pedir permissão."

Você pode estar avançando com uma tarefa no trabalho sem a permissão de seu supervisor. Pode estar erguendo um muro que vai obstruir a vista que seu vizinho tem do mar. Seja o que for, é tentador usar o argumento de que "prefiro pedir perdão mais tarde que autorização agora".

Mas, se você realmente acha certo o que está fazendo, por que precisaria pedir perdão mais tarde?

Essa frase costuma ser dita quando as pessoas têm medo de enfrentar alguém diretamente. Muitas vezes é uma maneira passivo-agressiva de evitar discutir uma questão diretamente.

Se você realmente acha que sua decisão está certa, então avance com confiança. Se não tiver certeza que o que está fazendo é correto, converse antes com as outras partes envolvidas. Recuse-se a adotar a abordagem passivo-agressiva de pedir desculpas mais tarde, sem sinceridade.

2. "Só se vive uma vez."

Ironicamente, essa frase, conhecida em inglês como YOLO ("you only live once"), geralmente é a última coisa que alguém fala antes de colocar sua vida em risco extremo. Será que deveríamos mesmo mergulhar desse penhasco para o mar? YOLO.

Ela também é usada para justificar a autoindulgência e a busca do prazer imediato. Será que devo comer sobremesa, apesar de estar tentando não aumentar de peso? YOLO.

Pode ser verdade que só se vive uma vez, mas não deveríamos querer viver uma vida plena e realizada? Para isso é preciso encontrar um ponto de equilíbrio delicado entre os riscos de curto prazo e as recompensas de longo prazo.

3. "Não me importo com o que outras pessoas pensam."

As pessoas mentalmente fortes não tentam agradar a todo o mundo, mas isso não quer dizer que não se importem com o que ninguém pensa. Na realidade, uma indiferença total pelos sentimentos de todas as outras pessoas pode ser indicativa de um psicopata. A verdade é que devemos, sim, nos preocupar com o que algumas pessoas pensam.

Não é preciso fazer uma pesquisa para determinar quem concorda com nossas escolhas, mas é importante demonstrar preocupação com outras pessoas. Disponha-se a deixar suas defesas de lado e ouvir o que os outros têm a dizer.

Quando o assunto é seu próprio comportamento, todo o mundo tem seus pontos cegos. Assim, ouvir a visão de um terceiro sobre suas escolhas pode ajudar você a compreender melhor sua própria vida.

4. "Eu mereço ser feliz."

Quer seja para justificar sua escolha mais recente em matéria de parceiro amoroso, quer você esteja contraindo mais empréstimos do que vai conseguir saldar depois, racionalizar a escolha dizendo que você merece ser feliz não quer dizer que a opção feita o deixará mais feliz no longo prazo.

Sim, é claro que você tem o direito de buscar um modo de vida feliz e saudável. Mas não deixe sua necessidade de gratificação imediata sabotar seus esforços de longo prazo.

Se você sente a necessidade de dizer às pessoas que merece mais felicidade na vida, talvez fosse bom estudar as escolhas que anda fazendo. Para viver segundo nossos valores, que é crucial para sermos mentalmente fortes, muitas vezes é preciso abrir mão do prazer momentâneo para podermos alcançar nossas metas de longo prazo.

Amy Morin é psicoterapeuta e autora de 13 Things trong PeoMentally Sple Don't Do, livro que está na lista do "USA Today" dos mais vendidos e está à venda por apenas US$1,99 por tempo limitado.

Assista à palestra dela no TEDx, The Secret to Becoming Mentally Strong.
Siga Amy Morin no Twitter:

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- 5 coisas para dizer a si mesmo antes de dormir

- 10 coisas que as pessoas que cultivam a gratidão fazem diferente

- 34 maneiras de se sentir mais feliz agora

Também no HuffPost Brasil:

Close
Famosos que falaram abertamente de saúde mental
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual