Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

David Granirer Headshot

Quando a saúde mental é motivo de piada que faz bem

Publicado: Atualizado:
LAUGHING
Brand New Images via Getty Images
Imprimir

best medicine banner

A maioria das pessoas acha que você tem de ser louco para fazer stand-up. Eu considero uma forma de terapia. E não é tanta loucura como pode parecer. O Stand Up For Mental Health (SMH) (Stand Up Para a Saúde Mental, em tradução livre), é um programa em que ensino comédia stand-up para pessoas com problemas de saúde mental, como uma maneira de criar confiança e lutar contra o estigma.

Desde que comecei, em 2004, treinei cerca de 500 comediantes, em parceria com organizações de saúde em mais de 35 cidades no Canadá, nos Estados Unidos e na Austrália. Também fizemos mais de 500 shows em bases militares, presídios, associações de veteranos de guerra, universidades, departamentos governamentais, escolas de medicina e festivais de arte e comédia.

A SMH também é incrivelmente eficiente, porque cada dólar investido no programa tem propósito duplo: recuperação e combate ao estigma.

Eu sofro de depressão. E não existe remédio melhor que o riso. Uma das minhas comediantes usou várias drogas, incluindo metanfetaminas, mas ela diz que o stand up lhe deu o maior barato que sentiu na vida - é grátis, é legal e não tem efeitos colaterais. Ah, claro: é divertido! Na verdade, acho que um componente chave da recuperação é a capacidade de enxergar humor em situações adversas e de rir de si mesmo.

Tive a ideia de criar o SMH depois de ver o que aconteceu com os alunos de um curso que dei na Langara College. Apesar de aquele curso não ter nada a ver com saúde mental, vi participantes superando anos de depressões e fobias, sem falar no aumento da autoconfiança e da autoestima.

Uma aluna me disse que tinha medo de andar de avião, mas depois de uma apresentação a fobia desapareceu. "Depois de fazer stand-up, acho que consigo fazer qualquer coisa!".

Fiquei inspirado com a história dela e decidi dar essa experiência para o meu pessoal: quem sofre de algum tipo de transtorno psiquiátrico, doença mental ou qualquer que seja o nome dado a esses problemas hoje em dia.

david granirer

Em saúde mental, falamos muito em acessar as forças das pessoas, mas nunca dizemos: "Você tem um ótimo senso de humos, vamos desenvolvê-lo para te dar mais confiança". Uma das minhas alunas sofre de esquizofrenia e tinha enorme dificuldade de usar transporte público. Quando andava de ônibus, as vozes diziam: "Todo mundo sabe que você é uma aberração, eles acham que você é louca".

Depois do SMH, ela percebeu que tinha um senso de humor muito peculiar. Na próxima vez que pegou um ônibus, ela começou a fazer piada com os outros passageiros. Agora não se sente mais em desvantagem em relação às pessoas normais. Em outras palavras, ela alcançou um estado de bem estar no que diz respeito a interagir com o mundo.

Certo dia ela apareceu no curso usando uma camisa listrada. Disse que havia anos as vozes não a deixavam usar roupas listradas, mas agora que estava fazendo stand-up ela não sentia mais medo. Outro aluno esquizofrênico disse, uma semana depois de fazermos uma apresentação, as vozes se silenciaram ou começaram a falar coisas positivas. Não estou dizendo que a comédia é uma cura milagrosa, mas em alguns casos ela parece ajudar na jornada da recuperação.

Quase tão ruim quanto a doença mental é o estigma que a acompanha. Mas, em comédia, ser diferente e esquisitão é uma grande vantagem. Esse axioma cria uma mudança cognitiva nos comediantes. De repente, as coisas das quais eles sentiam vergonha se tornam material para piada. Eles mal conseguem esperar a hora de contar para os outros o dia em que acharam que eram Jesus, ou quando estouraram o limite do cartão de crédito e saíram correndo pelados na rua.

Muitas vezes achamos que o caminho até o bem estar mental é sério e árduo. Na verdade, não precisa ser assim! Basta ter um pouco de senso de humor.

*David Granirer é conselheiro, comediante, autor e fundador da Stand Up For Mental Health (SMH), programa que ensina comédia stand-up para pessoas que têm doenças mentais. David sofre de depressão e aparece no documentário Cracking Up.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Um dia de luta contra um episódio de depressão

- Estamos caminhando para a medicalização dos problemas cotidianos

Também no HuffPost Brasil:

Close
Famosos que falaram abertamente de saúde mental
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual