Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Denise Tessariol Hachul Headshot

O Ritmo do Coração: Somos como música

Publicado: Atualizado:
HEARTS
Yagi Studio via Getty Images
Imprimir

A cada ano surgem inúmeras campanhas educativas destacando a saúde da população. Essas campanhas muitas vezes são vinculadas a cores, que nos remetem a pensar nas peculiaridades dos indivíduos acometidos por determinados tipos de doenças, como por exemplo o gênero, no caso do Outubro Rosa e de Novembro Azul.

Diversas entidades, empresas e sociedades médicas envolvidas colaboram de diferentes formas para o bem-estar dos cidadãos, associando-se para uma ampla divulgação de métodos de prevenção e tratamento de doenças, o que tem se revelado bastante eficaz para o sucesso dessas ações.

As campanhas em prol da saúde são especialmente úteis na propagação dos benefícios ao organismo de se abandonar hábitos nocivos, para maior longevidade e melhor qualidade de vida. Essas atitudes dependem muito da motivação e vontade individual, que são melhores atingidas em ações conjuntas e publicitárias do que pelos serviços de saúde convencionais.

Não é à toa que a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC) realiza uma Campanha Nacional, e educativa, para a prevenção e o tratamento das arritmias cardíacas desde 2007, pregando a importância do ritmo certo do coração. Essa campanha é realizada em parceria com diversos setores da sociedade, tais como órgãos públicos, instituições de saúde, universidades, escolas, outras sociedades médicas e também com a imprensa. A disseminação das informações encoraja os cidadãos a procurarem regularmente seus médicos ou serviços de saúde de sua confiança.

Às vezes, não é por falta de recursos que um indivíduo não cuida de seu bem-estar, mas sim por falta de consciência do significado e do risco de um sintoma. Assim, uma campanha difundida com qualidade pode mudar bastante a sua relação com a própria saúde.

Quando criamos a campanha Coração na Batida Certa, já eram claros os nossos objetivos e a nossa missão. E não são fáceis. Especificamente falando sobre Arritmias Cardíacas, estamos abrangendo uma população de mais de 20 milhões de pessoas que têm a doença diagnosticada e de mais de 320 mil mortes súbitas registradas todos os anos no Brasil. Estes são os números oficiais, baseados em pesquisas com as quais a SOBRAC tem colaborado e/ou realizado.

Para a transformação dessa triste realidade, é necessário muito esforço, para que cada vez mais a população leiga tenha ciência de como reconhecer e prevenir essas doenças, o que requer grande empenho de todos os envolvidos.

Como cardiologista e arritmologista, muito me entusiasma participar ativamente, há muitos anos, dessas ações. Hoje, muito mais preparados para a concretização de nossos objetivos e de nossas responsabilidades, chegamos à 10ª edição da campanha "Coração na Batida Certa", que alcança milhares de pessoas em diversas cidades de todas as regiões do País.

Nossa Campanha, à semelhança dos motivos que levaram outras ações a optarem por cores, escolheu a música e sua harmonia como tema, pois é assim que deve ser o nosso coração. Somente dentro do ritmo um coração será capaz de manter harmonicamente o funcionamento do nosso organismo, para a manutenção da nossa saúde.

No dia 12 de novembro, oficialmente declarado o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, mais uma vez iremos às ruas, aos parques, aos hospitais, às universidades, aos shoppings centers, dos quatro cantos do país, para levar "ao povo" a bandeira de uma campanha que enfoca a similaridade entre música e o ritmo certo do seu coração.