Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Leda Letra Headshot

60 famosos juntam-se à ONU em solidariedade aos refugiados

Publicado: Atualizado:
Imprimir

2016-06-17-1466181958-9312172-572747a56.jpg

Atriz e embaixadora do Acnur Cate Blanchett encontrou-se em maio com refugiados sírios que vivem no Líbano Foto: ©UNHCR/J. Matas

Mais de 60 celebridades aparecem ao lado de refugiados e deslocados internos de vários países em um vídeo solicitando apoio a essa população de 65 milhões de pessoas - o maior número desde a Segunda Guerra Mundial.

Os refugiados representam milhões das pessoas forçadas a abandonar suas casas e, nesse caso, a buscar abrigo em outro país. A maioria fugiu da Síria, do Afeganistão e da Somália, segundo dados da Agência da ONU para Refugiados, Acnur.

Para marcar o Dia Mundial do Refugiado, neste 20 de junho, o Acnur lançou a campanha #ComOsRefugiados. No vídeo, os famosos declaram: "Nós estamos juntos com os refugiados. Por favor, junte-se a nós".

O pedido é feito pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon; pelos atores Ben Stiller, Cate Blanchett, Helen Mirren e Scarlett Johansson. A atriz brasileira Bruna Marquezine também pede esse apoio, assim como o arcebispo Desmond Tutu, o cantor Juanes, entre outras personalidades.

O objetivo da campanha é garantir o maior número possível de assinaturas em uma petição que pede aos governos mais ação em prol das pessoas que são forçadas a se deslocar por causa de guerras e de conflitos.

O porta-voz do Acnur no Brasil, Luiz Fernando Godinho, explicou à Rádio ONU um pouco sobre a iniciativa:

"É uma campanha que traz uma série de histórias individuais de refugiados ao redor do mundo. Mostra que os refugiados são pessoas como eu, como você. São pessoas que tiveram que passar por situações extremas, que vivem momentos difíceis, mas que estão reconstruindo suas vidas com seus sonhos e seus objetivos."

Luiz Fernando Godinho lembra que a petição pode ser assinada por qualquer pessoa na internet. O texto faz um apelo para que todas as crianças refugiadas tenham acesso à educação e para que todas as famílias sejam abrigadas em locais seguros.

A petição será entregue aos líderes mundiais na Assembleia Geral da ONU, antes da Reunião de Alto Nível sobre Refugiados e Migrantes, que ocorre na organização em 19 de setembro.

Para mostrar seu apoio à causa, assine a petição e use nas redes sociais as hashtags #ComOsRefugiados e #WithRefugees.

Veja também outras notícias da Rádio ONU em Português.

LEIA MAIS:

- Suicídio de jovens indígenas é destaque em fórum da ONU

- Começou a corrida para escolher o novo (ou a nova) comandante da ONU

Também no HuffPost Brasil:

Close
O drama dos refugiados
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual