Huffpost Brazil
Livre Para Descobrir Headshot

Por que você deve praticar esportes junto com seus filhos

Publicado: Atualizado:
DRI VIARO
Divulgação
Imprimir

A blogueira Dri Viaro, mãe da Stephanie, de 15 anos, e do Alessandre, de 10, fala sobre a importância de deixar a competição de fora e incentivar o movimento do corpo pela brincadeira, pelo passatempo, pela saúde...

"Sempre influenciei meus filhos a praticar esportes. Logo que a Stephanie completou 5 anos, ela já entrou para a natação. Aos 12 começou a jogar vôlei, e hoje, aos 15, frequenta a academia. Meu filho também começou com a natação aos 5 anos, passou para o futebol aos 7 e, no ano passado, participamos juntos da corrida Cartoon pela primeira vez.

A corrida Cartoon acontece há 6 anos e é categorizada em quilômetros, dependendo da idade da criança. Quem se inscreve para participar recebe um kit com um elástico que, durante a corrida, 'prende' os pulsos dos pais a seus filhos, para que eles não se percam e possam vivenciar essa experiência bem juntinhos.

Desde que meu filho soube da corrida, ele quis participar por causa dos personagens infantis do canal Cartoon, como o Titio Avô, que ele adora. Quando chegou o grande dia, o encantamento foi muito além dos personagens: ele pôde finalmente participar de uma prova que, até então, imaginava ser feita apenas para adultos.

Foi maravilhosa a experiência de estar 'presa' ao Alessandre, de vê-lo me puxando com um enorme sorriso de satisfação no rostinho e dizendo 'vamos, mamãe, rápido!'.

Este ano, participamos da corrida novamente e corremos 2 quilômetros. Lembrei que, no ano passado, ele me puxava ansiosamente para chegarmos em primeiro lugar porque ainda não entendia que o importante não era vencer, e sim vivermos juntos essa experiência. Desta vez, percebi que ele foi mais devagar, mais preocupado em se divertir com o momento e menos em competir. Pegou o copo de água que entregavam durante o percurso e fez como fazem os maratonistas, jogando a água na cabeça para se refrescar. Essa atitude dele me deixou muito feliz. Como mãe, acho importante que as crianças se sintam livres e à vontade para brincar, correr, se molhar, se sujar, sem estarmos em cima o tempo todo, fazendo com que eles se sintam proibidos dessas alegrias da infância.

Claro que essa corrida é só uma amostra de como as crianças podem entrar para o mundo dos esportes e de que nós, pais, devemos estar presentes nesse momento tão especial para eles. Correr ao lado de meu filho foi incrível. Ele já começou a entender que praticar esportes não é apenas uma brincadeira ou um passatempo, mas também é algo que faz bem para a saúde e pode até - quem sabe? - se tornar uma profissão um dia.

E, mesmo que eu não tenha o costume de correr, valeu a pena terminar a prova ofegante e cansada, mas com a certeza de que realizei novamente um grande desejo do meu filho na hora de retirar a medalha. Nessa corrida não há competição: a ideia é que todos possam ganhar e se divertir. Assim, seu pequeno pode se sentir um verdadeiro campeão!"

Este espaço integra o movimento #livreparadescobrir, lançado por OMO para estimular os pais a deixarem suas crianças brincarem mais, dentro e fora de casa, uma vez que isso é essencial para o desenvolvimento infantil.