Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Luis Henrique Rolim Headshot

A babaquice de apagar a Chama Olímpica

Publicado: Atualizado:
OLIMPIC FLAME
ASSOCIATED PRESS
Imprimir

Eu sei que você é contra toda essa "papagaiada olímpica" que o Brasil está vivenciando, em especial o revezamento da Chama Olímpica. Também não lhe culpo por não entender a simbologia olímpica e compreendo perfeitamente os seus argumentos com relação às despesas do evento olímpico.

Agora, me desculpe. Fazer mobilizações para apagar a Chama Olímpica é uma babaquice sem tamanho. Que tipo de pessoa você é fazendo isso e qual a sua mensagem para a sociedade brasileira e mundial?

Primeiro, que a tentativa de apagar uma tecnologia "feita para não ser apagada" é um ato burro. Mas ok, vamos lá, o seu ato é político.

Então você quer "tentar" apagar a chama com sua garrafinha d'água ou extintor de incêndio para dizer que o saudoso presidente Lula em 2009 nunca deveria ter investido o seu imposto para trazer os Jogos para o Rio de Janeiro? Ou que a dinheiro público gasto poderia ser investido em outros setores mais vitais da sociedade?

Deixa eu lhe dizer uma coisa: você está confundido as coisas e a sua retórica é muito fraca.

O custo público da Olimpíada é inferior ao que foi desviado, por exemplo, da "nossa" Petrobras. Mais de 50% do gasto Olímpico tem origem privada e o revezamento é quase que completamente "vendido" a patrocinadores. E assim como ser sede dos Jogos Olímpicos, o revezamento não é compulsório as cidades brasileiras - se sua cidade recebe o revezamento é porque o seu prefeito eleito não vetou a sua visita.

O "problema brasileiro" nunca foi recursos e sim, a má administração deles. Então qual a "culpa das Olimpíadas" ou dos "senhores dos anéis" que os nossos governantes (com apoio popular) aceitaram sediar o evento?

Se você quer criticar que atletas olímpicos tem que pagar pela tocha carregada ou até mesmo pretende boicotar os Jogos Olímpicos, tudo bem. Não compre ingresso, apague a TV, não consuma notícias na internet e vá jogar baralho com os amigos. E se você quiser protestar contra a realização dos Jogos, faça também - mas pense em uma forma civilizada de fazer isso.

Entretanto, apagar a Chama Olímpica é um tiro no pé da sua "própria causa". Se você está engajado em mudar essa país, ser um vândalo e praticar um crime não vai melhorar o índice de desenvolvimento humano do país.

Muito pelo contrário. Você está esquecendo que por trás desse símbolo, existem diversas iniciativas sócio-educativas que necessitam desse "reforço simbólico" para justificar o uso de dinheiro público para transformar a vida de milhares de crianças que encontram-se em situação de vulnerabilidade.

Além do mais, você estará dando o exemplo de que para mudar o país é necessário ser desordeiro. Engenhar uma forma de burlar o sistema de segurança do revezamento da chama é utilizar da mesma "malandragem política" usada para desviar milhões de reais da saúde, educação e segurança do país.

O Brasil tem muitos problemas sim. Porém a sua causa estapafúrdia de apagar a Chama Olímpica é um ato egoísta e covarde, de quem se esconde atrás do "anonimato" on-line para incitar o caos social, contribuindo ainda mais para a nossa sociedade andar em marcha ré.

LEIA MAIS:

- Da Suíça ao Amazonas: a incompetência Olímpica não tem fronteiras

- Tite irá salvar a Seleção, não o futebol brasileiro

Também no HuffPost Brasil:

Close
Rio de Janeiro em ano de Olimpíadas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual