Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Luis Henrique Rolim Headshot

R.I.P. seleção brasileira

Publicado: Atualizado:
DUNGA
HECTOR RETAMAL via Getty Images
Imprimir

Ok, vamos falar da maldita (ou seria bendita?) eliminação da seleção brasileira na Copa América Centenário.

Começamos por aqui: "Copa Centenário". No nosso mundinho aculturado da terra brasilis, de nada importa um momento histórico. Isso porque na nossa arrogante concepção ainda somos protagonistas do futebol - aquele papo de sermos o "país do futebol" está impregnado no mofo das estrelas que ficam acima do escudo da CBF.

Assim, para a maioria das pessoas, sair de forma vexatória de uma competição histórica é "somente" reflexo da má administração do nosso futebol; sem impacto nenhum na narrativa histórica de um passado glorioso exposto, por exemplo, no Museu da CBF.

Pois bem, essa falta de entendimento histórico e impacto social do futebol já escancara a nossa incapacidade de refletirmos quem somos e para onde vamos.

Se serve de alívio (mas na verdade é mais trágico ainda), isso não é um fator exclusivo do esporte brasileiro. É na verdade a nossa sina acéfala ligada aos receptores das televisões digitais e rede sociais que não nos faz ver que o Brasil é conhecido mundialmente por bundas e chuteiras - e se realmente queremos mudar isso, devemos lavar-a-jato o nosso modus operandi do malandro.

Dito isso, tenho certeza que você já cansou de ler um post com mais de 140 caracteres e sem nenhum meme do Peru metendo a mão em Dunga.

Porque futebol é alegria, é esporte, é entretenimento, certo?

Errado!

Pode até ser nos EUA ou na Europa. Mas não é na América Latina; onde a sociedade sobrevive aos caos da insegurança, vítima da ingerência pública. E é por você acreditar que esporte não é "cultura" ou que é algo desassociado da realidade que faz um governante empurrar a "pasta" para qualquer um gerenciar em Brasília.

Falando em falta de capacidade administrativa e de planejamento...

Vem aí mais uma capítulo de quem a CBF colocará como substituto do nosso capitão do tetra (esqueceram?) Dunga.

O atual treinador da seleção nada mais é do que o reflexo da instituição que a gerencia: turrão e desqualificado para o cargo (prestem atenção, não estou falando da pessoa, e sim do "profissional" Dunga).

Então se você acreditava que ele seria capaz de reformular o "complexo de vira-latas" da seleção depois do vexame histórico conhecido mundialmente como o "7 a 1"; colocando a culpa do fiasco no melhor zagueiro da Europa, porque ele não foi "macho" e chorava demais; nossa, você realmente é uma pessoa, hum, vamos dizer, otimista.

Como eu sou realista, penso que enquanto não mudar a estrutura do futebol brasileiro, vamos viver um déjà vu a cada troca de técnico.

Ah, você já sabia disso?

Bom aí está o nosso outro traço cultural: sabemos de tudo, porém pouco fazemos para mudar nossa realidade. É que enquanto um problema está sendo representado em smartphones ou aparelhos que emite sons ou imagens, e não no seu dia a dia, nada disso lhe importa ou afeta, certo?

Por tudo isso que não torço para a seleção e acredite, torcer contra o time da CBF não faz ninguém ser menos "patriótico". Até porque se fosse o caso de patriotismo, a banalização do hino brasileiro a cada rodada do Brasileirão não seria tolerada.

Sério, viva a eliminação da seleção!

Quem sabe agora mude o calendário do nosso futebol, tenhamos uma melhor distribuição das cotas de televisão e que o fair play financeiro seja respeitado - e finalmente a gestão do futebol se torne profissional em todas as instâncias.

Enquanto isso não mudar, vamos continuar a cavar a nossa própria sepultura.

R.I.P. seleção brasileira.

Originalmente publicado no meu blog no Torcedores.com

LEIA MAIS:

- A Olimpíada: O revezamento da tocha que já uniu o Brasil

- Legado Olímpico: Atletas brasileiros irão treinar no Catar

Também no HuffPost Brasil:

Close
Os 10 melhores jogadores do futebol europeu em 2015
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual