Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Luiz Guilherme Medeiros Headshot

Eleições Americanas: Carly Fiorina é a 'temida' vice do presidenciável Ted Cruz

Publicado: Atualizado:
CARLY FIORINA
ASSOCIATED PRESS
Imprimir

Retomando a ofensiva contra Donald Trump nas primárias republicanas, o conservador Ted Cruz anunciou Carly Fiorina, a primeira mulher CEO da HP, como a vice de sua chapa presidenciável.

Conhecida por seus princípios firmes, discurso consistente e postura combativa tanto em debates quanto ao lidar com a mídia pro-democrata americana, Fiorina é uma adição natural à equipe do senador texano, também conhecido pelas mesmas características.

Ela, assim como Cruz, não poupa críticas ao fisiologismo da elite do Partido Republicano e ao corporativismo existente nos conchavos entre grandes empresas e o governo americano.

Sua visão para restaurar os EUA: remover o peso das altas regulações e impostos de cima do cidadão comum, assim resgatando o sonho americano de se viver em uma nação onde a liberdade e a prosperidade são genuinamente valorizadas.

Carly contra Trump

Fiorina traz nova força para Cruz cumprir seu objetivo atual: vencer as primárias republicanas.

Após duas semanas de derrotas eleitorais para Donald Trump, em virtude de Nova York e demais estados da costa leste americana serem demograficamente um terreno favorável ao magnata, o conservador precisava encontrar um meio de resetar a narrativa pro-Trump que circulava na mídia.

O anúncio de sua vice forneceu isso, comprando-lhe um preciso dia de destaque nos jornais, algo essencial levando em conta que a próxima primária, no estado de Indiana, ocorrerá uma semana após este evento.

Indiana, com uma população mais conservadora que a costa leste, é terreno fértil para Cruz, que costuma se sair melhor entre os cidadãos assumidamente de direita.

A postura combativa de Carly, que ganhou fama após silenciar Trump durante um dos debates do ano passado, certamente ajudará a campanha de Cruz a lidar com os truques retóricos de Donald e escapar de coberturas midiáticas enviesadas.

Mais importante que isso: Carly fez sua carreira no estado da Califórnia, que votará no dia 7 de junho e tem 172 delegados em disputa. Tendo boa reputação com os republicanos locais, a vice já tem uma agenda de campanha a ser cumprida de maneira paralela a de Cruz, fortalecendo as bases do conservador no estado enquanto ele trava as disputas por votos nas primárias de maio.

Carly contra Clinton

carly fiorina

Tendo Cruz êxito em derrotar Trump e conquistar a nomeação republicana, a disputa presidencial de novembro passa a ser a grande batalha do senador texano.

Novamente, Carly cumpre um papel fundamental: anular a propaganda negativa que Hillary Clinton faz contra seus adversários.

Reiteradamente se colocando como representante das mulheres e acusando seus adversários (tanto nas primárias democratas quanto no Partido Republicano) de machistas, Hillary terá uma de suas armas favoritas inutilizada pela presença de Fiorina.

A conservadora terá plena capacidade de realizar um discurso duro, em plena sintonia com o de Cruz, estando blindada contra a ''questão do sexo'', que seria cartada recorrente com intuito de constranger o presidenciável.

Com uma mulher do outro lado da disputa, a esquerda americana encontrará maior dificuldade em conter os prejuízos do alto índice de rejeição de Hillary, que alcança 58% entre as mulheres a despeito de qualquer alegada empatia representativa.

Carly Fiorina é uma mulher de fibra. Executiva de sucesso e conservadora eloquente, a vice será um pilar indispensável para Cruz chegar à Casa Branca. Ela é temida tanto por Trump quanto por Hillary, e ambos tem bons motivos para isso.

LEIA MAIS:

- 17 de Abril: a vitória da Constituição

- Em defesa de um novo Brasil

Também no HuffPost Brasil:

Close
Caras e Bocas de Donald Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual