Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Marc Tawil Headshot

A vaia a um atleta no pódio é um dos momentos mais constrangedores da História da Olimpíada

Publicado: Atualizado:
Imprimir

As palavras voam com o vento mas as imagens ficam. E as fotos que correram o mundo na manhã desta quarta-feira (17) são desta montagem, postada pelo campeão francês do salto com vara Renaud Lavillenie.

pódio

Vice na Rio 2016 e dono de declarações para lá de infelizes ao sair derrotado, depois perseguido por brasileiros nas redes sociais, o atleta se desculpou publicamente pelas besteiras que falou.

Nem por isso foi poupado de um dos momentos mais tristes e constrangedores da História olímpica: já no dia seguinte, ser vaiado por todo um estádio, no pódio, ao receber uma medalha de prata.

Renaud, campeão olímpico e mundial, recebeu a medalha... chorando.

Algo tão inexplicável que o campeão do salto em vara na Rio 2016, Thiago Braz, teve de mostrar gestualmente aos brasileiros que não estava entendendo nada.

Nosso Thiago foi além: sentou-se junto ao mito dos saltos Sergei Bubka para consolar o francês, que agradeceu publicamente a postura de Thiago em suas redes sociais.

Ambos não se falavam havia mais de um ano. Isso é esporte, isso é superação, isso é Fair Play.

Medalha de lata pros nossos selvagens de plantão.

As vaias a um campeão no pódio e durante os saltos são cenas que serão lembradas para sempre por todos aqueles que amam o esporte, mas que deveriam ser esquecidas.

Ou melhor: nem deveriam ter existido.

LEIA MAIS:

- Thiago Braz pede para estádio aplaudir francês Renaud Lavillenie, às lágrimas com vaias

- O linchamento virtual do Quitandinha Bar alerta: É hora de você rever seus conceitos

Também no HuffPost Brasil:

Close
Moda e estilo no desfile das delegações na Rio 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual