Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Michele Santos Headshot

5 lições de empreendedorismo para aprender com Gilmore Girls

Publicado: Atualizado:
GILMORE GIRLS
Reprodução
Imprimir

A estreia do tão esperado revival de Gilmore Girls, série que fez parte da vida de milhares de mulheres no começo dos anos 2000, colocou o clássico em pauta de 9 em cada 10 portais de notícias. Não é para menos, afinal, além de ser uma história que tem boas lições sobre feminismo e que é, de fato, a frente do seu tempo, a produção protagonizada pelas Lorelais Gilmore pode destacar algumas pontos bem interessantes sobre empreendedorismo - e esse o tema desse post. Pegue seu café do Luke's, seus cadernos de anotação e vem comigo discutir empreendedorismo e Gilmore Girls -- porque sim, isso é possível e eu vou te mostrar cinco lições que podemos tirar com a série.

1. Uma boa ideia nem sempre é uma nova ideia
Nós somos bombardeados por informações o tempo todo, da hora que acordamos e pegamos nosso celular, até a hora de dormir. Talvez por isso, temos a impressão de que precisamos de algo novo para algo sermos considerados relevantes, mas, já parou para pensar que essa busca por algo inovador possa tampar nossa visão para ideias que não são tão novas, mas que têm potencial de qualquer maneira? Em Gilmore Girls, Lorelai trabalhou a vida toda em uma pousada em Stars Hollow-- e, ainda assim, nutria a vontade de abrir um empreendimento próprio, no mesmo segmento. Quando sua chefe anunciou que fecharia o local, a protagonista declinou a proposta para assumir o negócio e decidiu focar na abertura da Dragonfly Inn, algo que seria totalmente seu. A ideia não era inovadora -- afinal, seria mais uma pousada em uma pequena cidade -- , mas fez sucesso pela forma com que foi executada. E isso tem muito a ver com a segunda lição.

2. A personalidade é a alma do negócio
De nada adianta uma ideia incrível se a execução não for bem feita. E esqueça as partes técnicas, receitas de sucesso e fórmulas infalíveis! Estamos falando de personalidade, de tino comercial, de intuição, mesmo. Desde o começo do seu planejamento, Lorelai deixou bem claro como queria a pousada -- e não se deixou abalar após o primeiro impeditivo (a resistência ao comprar a propriedade pensada para o negócio). Após uma série de negociações, ela conseguiu o lugar que realmente queria e levantou sua pousada do jeito que quis e que remetesse à sua personalidade e a de seus sócios: um espaço bem grande repleto de livros, uma cozinha que comportasse as exigências e exageros de Sookie e uma recepção que atendesse as necessidades do metódico Michel. A junção das personalidades dos envolvidos e a fidelidade com que aquilo foi impresso no negócio resultou no sucesso do empreendimento. Isso, é claro, aliado a vontade de fazer acontecer. O que é bem o que o terceiro item fala.

3. É preciso colocar a mão na massa
Por mais que sejamos fãs das terceirizações e entendamos a importância de delegar certas funções, ao começar qualquer negócio, é preciso colocar a mão na massa e se jogar de corpo e alma. No interior usa-se muito a expressão "o olho do dono é o que engorda o gado" e eu não consegui não reproduzi-la neste texto porque, no mundo do empreendedorismo, é exatamente isso. Só o dono do negócio conseguirá avaliar se o trabalho delegado está sendo bem executado, ou se o serviço contratado está sendo bem feito. Acompanhar a execução de um projeto é tão estressante quanto seu planejamento e não é um processo fácil, mas é extremamente necessário que essa vistoria seja feita de perto. Em Gilmore Girls, vimos muito isso enquanto Lorelai acompanhava as reformas da pousada, conversava com inúmeros fornecedores e palpitava até em coisas que não conhecia, como construção. Ou seja, acompanhar o desenvolvimento de uma ideia é importante para o seu sucesso inicial -- mesmo que isso seja cansativo (às vezes, até fisicamente).

4. Planejamento financeiro é essencial
Essa regra é de ouro e se aplica em qualquer ideia que você queira executar. Seja por excitação ou ansiedade, muita gente acaba colocando os pés pelas mãos -- inclusive Lorelai. Quando ela percebeu que seu planejamento financeiro não foi bem feito, ela surtou e precisou cortar coisas de sua necessidade básica para tentar driblar o desfalque no orçamento. Sua sorte foi poder contar com Luke e, assim, ela conseguiu sair do vermelho e dar continuidade à construção da pousada. Como não é todo mundo que tem um Luke a tiracolo para salvar em momentos emergenciais, é de extrema necessidade se atentar ao planejamento financeiro para evitar imprevistos e possíveis problemas. Se você não domina o assunto, não economize na contratação de um profissional do segmento. Números não fazem parte das ciências "exatas" por acaso e, sendo assim, o mínimo requerido no setor financeiro de um projeto é exatidão. Mas nem só de exatas viverás o negócio, afinal, se tem uma coisa que uma gestão também precisa, essa coisa é comunicação e, por isso...

5. Eventos sociais são importantes
Isso nós não aprendemos com Lorelai, mas sim, com a matriarca das Gilmore. Emily sempre foi referência no assunto "eventos sociais" e sempre fazia uma festa quando era de seu interesse. Para apresentar Rory à sociedade, fez uma festa digna de filmes. Para arrecadar fundos para um projeto do DAR, organizava chás temáticos incríveis e, quando o assunto era comemoração e jantares, ela os organizava com maestria e uma perfeição quase irritante. Você pode até pensar que os eventos organizados por Emily eram apenas reflexo do tédio de uma dona de casa abastada, mas eu vejo além: os eventos de Emily eram uma estratégia poderosíssima para fazer networking. Não adianta nada executar um projeto perfeitamente se as pessoas não tomam conhecimento, por isso, frequentar eventos -- de palestras a cervejinhas de happy hour -- são importantes não só para lazer, mas para a construção de um relacionamento com outros profissionais.

Viu só como Gilmore Girls contribui não só para as mulheres de uma forma geral, mas para as empreendedoras? Então, que tal tomar um copo de café do tamanho dos cafés da Luke's Dinner e começar a colocar essas lições em prática?

*Texto postado, originalmente, no blog da Kombi Coletivo

LEIA MAIS:

- Machismo: o 'super-vilão 'mais conhecido no mundo nerd

- Sobre o feed perfeito do Instagram e a geração que se cobra demais

Também no HuffPost Brasil:

Close
10 séries de TV para quem gosta de política
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual