Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Pedrinho Fonseca Headshot

João,

Publicado: Atualizado:
Imprimir

2016-05-03-1462279879-6479861-CI4A8964_huffpost_pedrinhofonseca.jpg

tempos sombrios, estes. Homens de preto fazendo justiça com as próprias mãos sujas. Representantes que não nos representam. Investigações conduzidas por quem precisa ser investigado. Louvor a deus no que deveria ser tão somente o templo da cidadania. Homenagens a torturadores. Mulheres sendo verbalmente violentadas por canalhas em rede nacional. Jornalistas silenciosos. Desde que você nasceu, filho, não havia ainda aparecido um vento tão frio.

Mas é outono. E há calor.

Crianças ocupam escolas e agasalham uns aos outros. Famílias reinventam seus formatos no abraço sem gênero. A voz dos artistas soma-se à voz da multidão. O beijo reaparece em praça pública. Flores são disparadas nos escudos da polícia armada. O teatro sai da coxia. O político corrupto desembarca em sua terra natal e é recebido com a honestidade da revolta dos seus conterrâneos: você não nos representa, carcará. O amor volta aos muros, cartazes, camisetas, faixas. Ninguém pinta o rosto - estamos aqui para dar a cara a tapa, diz a adolescente. Um sentimento nos fortalece individualmente e coletivamente. Somos tantos, somos um.

Numa fotografia, filho, a gente escolhe como desenha uma imagem.
Pode ser com sombra. Pode ser com luz.
Tempos iluminados, estes.

Do seu pai,
Pedro.

LEIA MAIS:

- 'Estão tentando dar colorido democrático a golpe', defende Dilma

- Esquerda Nostálgica

Também no HuffPost Brasil:

Close
34 momentos emocionantes de pais conhecendo seus bebês
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual