Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Plan International Brasil Headshot

O ato de brincar como ferramenta para o desenvolvimento integral das crianças

Publicado: Atualizado:
Imprimir

A Primeira Infância é reconhecida como uma etapa crítica para o desenvolvimento humano, segundo as evidências e contribuições da Neurociência e de acordo com o Núcleo de Ciência pela Infância. Essa fase, que refere-se aos seis primeiros anos de vida, é responsável pela formação de 700 conexões neurais por segundo. Nos primeiros anos de vida, a arquitetura básica do cérebro é construída através de um processo contínuo, que se inicia antes do nascimento e continua até a maturidade.

As primeiras experiências afetam a qualidade dessa arquitetura, estabelecendo o alicerce, robusto ou frágil, para a aprendizagem, a saúde e comportamentos subsequentes. Nessa fase, as novas conexões neurais (chamadas sinapses) são formadas a cada segundo. Após esse período de rápida proliferação, essas conexões são reduzidas através de um processo de seleção, de forma que os circuitos cerebrais tornam-se mais eficientes.

plan internacional

Os circuitos sensoriais, como os da visão e da audição básicas, são os primeiros a se desenvolver, seguidos pelas habilidades iniciais de linguagem e, posteriormente, pelas funções cognitivas superiores. As conexões proliferam e são selecionadas de forma predeterminada, e os circuitos cerebrais mais tardios e mais complexos são construídos sobre os circuitos anteriores, mais simples

E todo adulto que pretende contribuir para o desenvolvimento integral das crianças deve saber que o Brincar é uma ferramenta imprescindível para o alcance de melhores resultados.

Brincar é a melhor maneira da criança aprender sobre si mesma, sobre o mundo e sobre o outro. Por meio do brincar, a criança pode também expressar seus sentimentos, medos, inseguranças e, os seus pensamentos.

O brincar também ajuda a criança a desenvolver habilidades que são as bases de todo o aprendizado. É brincando que a criança estimula a fala, a leitura, a escrita entre outros. Leia livros infantis com e para as crianças com as quais tem contato.

brincadeiras meninas

Desde os primeiros meses de vida o brincar é importante para que a criança exercite o corpo e desenvolva a motricidade para engatinhar, andar e correr, além de estimular os seus cinco sentidos. A obesidade e sedentarismo infantil têm crescido cada vez mais no Brasil e podemos dizer que isso se dá, principalmente, à falta de brincadeiras ao ar livre e à realização de atividades físicas nessa fase do desenvolvimento.

Ao brincar com o adulto, a criança gosta de imitá-lo, dessa forma amplia o seu repertório de experiências e aprendizados. É essencial também, que ela possa vivenciar momentos de um brincar livre, para que faça as próprias escolhas e descobertas. Brinque com seu filho, sobrinho, neto e outras crianças em parques. Vivências na natureza são ótimas para estimular os sentidos delas.

As crianças de até três anos gostam de brincar de esconde esconde, de explorar os objetos, de empilhar coisas e desmontar. Entre 4 a 6 anos, é a fase do faz de conta e as relações com seus pares são potencializadas através das brincadeiras.

No entanto é preciso criar espaços lúdicos seguros e adequados para esse brincar, que não se restrinja à escola, à casa da criança ou a parques infantis. Unidades básicas de saúde, hospitais, centros de assistência social e qualquer lugar frequentado pela criança. É preciso pensar no brincar como uma maneira de também favorecer o bem-estar dos pequenos.

O ambiente dever ser estimulante com blocos de construção, por exemplo, que possibilita o exercício da criatividade e imaginação da criança. A brincadeira no chão é muito mais segura e possibilita o desenvolvimento motor principalmente nos primeiros anos de vida.

Nos espaços lúdicos devemos contemplar uma diversidade de materiais como alumínio, tecidos variados, madeira, plásticos e elementos da natureza de forma a potencializar o desenvolvimento sensorial das crianças. Caixotes de madeira coloridos dão noção de estética à criança e despertam para a organização do espaço, apenas citando algumas opções de brinquedos e brincadeiras.

brincadeiras

O brincar antes de tudo é um direito de todas as crianças que está definido no artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança, no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Marco Legal da Primeira Infância. Portanto, estamos falando de direitos humanos e o brincar é, antes de tudo, um direito da criança! Portanto, brinque com as crianças todos os dias, durante todo o ano e por quantos anos for possível. Assim, teremos jovens e adultos cada vez mais fortes, inteligentes e conscientes de seu papel na sociedade.

*Texto escrito por Mariângela Carocci - especialista em Primeira Infância da Plan International Brasil e Gerente do projeto "Famílias que Cuidam".

LEIA MAIS:

- O 'Marco Legal da Primeira Infância' é o passo para a realização dos direitos das crianças

- Até quando vamos fechar os olhos para o trabalho infantil doméstico?

Também no HuffPost Brasil:

Close
Livros para falar de emoções com crianças
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual