Huffpost Brazil
Rafael Argemon Headshot

10 filmes incríveis que você não pode deixar de ver

Publicado: Atualizado:

Há alguns ótimos filmes que nunca chegaram por aqui no Brasil do jeito que deveriam: ou foram exibidos apenas no circuito dos festivais, ou lançados direto em DVD, ou ainda ficaram esquecidos na era do VHS. Mas não é por isso que você deveria ignorá-los, não é?

Separei aqui 10 títulos que passaram batido para muita gente, mas que valem (muito) a pena ser vistos.

1 - Crimes Temporais (Los Cronocrímenes) - 2007

crimes temporais

Dentro de um subgênero tão forte como o de filmes de viagem no tempo, esta pequena pérola espanhola surpreende. Mesmo com baixíssimo orçamento - vê-se pelos atores, que não são lá grandes coisas, locações do nível "quintal de casa" e de uma máquina do tempo que mais parece uma caixa d'água (e é bem possível que seja mesmo) -, a estreia do diretor Nacho Vigalondo - que interpreta o cientista que manipula a tal caixa d'água de viagens no tempo - em longas é um excelente filme B. Daqueles bem legais de se ver a qualquer hora do dia e que dá uma surra em muitas ficções científicas de orçamentos astronômicos.

Qual a história? Hector, um homem de meia idade que acabou de se mudar junto com sua esposa, Clara, para uma casa em uma área tranquila rodeada por um bosque, vê com seu binóculo uma moça se despindo em uma clareira. Curioso, ele tenta chegar ao local para saber o que está acontecendo, mas acaba encontrando um homem com a cabeça toda enfaixada com uma bandagem rosa que o persegue munido de uma grande tesoura. Na fuga, Hector acaba em um tipo de laboratório científica isolado. Lá, ele é convencido pelo único cientista no local a esconder-se de seu perseguidor em uma estranha máquina. Porém, a máquina o transporta ao passado e ele vira Hector 2, que precisa ajudar seu eu original, Hector 1, a não cometer o mesmo erro de investigar a misteriosa mulher nua.

2 - Escravas da Vaidade (Dumplings) - 2004

escravas da vaidade

Como um dos episódios dentro de um projeto de três curtas em conjunto com o japonês Takashi Miike e o sul-coreano Chan-Wook Park, 'Escravas da Vaidade' (não se desanime com o título brega e totalmente diferente do original), do chinês Fruit Chan dá um banho nos outros dois. O resultado ficou tão melhor que os filmes dos outros diretores - que são bem mais conhecidos -, que a trama acabou virando um longa. Aqui, Chan entrega algo que seus companheiros não conseguiram: fazer um filme de terror esteticamente deslumbrante, nojento (no bom sentido) e surpreendente. Tudo com muita classe, sangue e... Não vou estragar a surpresa.

Qual a história? Estrela de TV já entrando na meia idade, a Sra. Li tenta todas as fórmulas possíveis e imagináveis para manter-se jovem. Mas o tempo passa e a beleza da atriz já não chama mais a atenção como em outros tempos. Desesperada ao ver que seu marido possui uma amante muito mais jovem, a Sr. Li busca a ajuda de Tia Mei, uma cozinheira que prepara bolinhos que prometem a eterna juventude. Porém, as tais guloseimas mágicas possuem um ingrediente secreto nada agradável.

3 - Rosetta - 1999

rosetta

Grande surpresa do Festival de Cannes em 1999, quando ganhou a Palma de Ouro superando títulos como 'Tudo Sobre Minha Mãe', do espanhol Pedro Almodóvar, 'História Real', do norte-americano David Lynch e 'Moloch', do russo Alexander Sokurov, o filme dos belgas Jean Pierra e Luc Dardenne consegue algo difícil de se fazer: transformar uma história banal em algo muito maior. Com um estilo que passou a ser copiado por muitos (mais nunca com a mesma maestria), a câmera segue quase o tempo inteiro no ombro da protagonista da história, artifício que dá ao espectador uma sensação de proximidade e cumplicidade que nos faz até entender a grande sacanagem que ela apronta na trama.

Qual a história? Depois de não ser contratada após o fim de seu contrato temporário em uma fábrica, a jovem Rosetta, que vive em um trailer com sua mãe alcoólatra, sonha em trabalhar em uma barraquinha de lanches para sair da miséria. E ela não medirá esforços para alcançar seu objetivo.

4 - Vá e Veja (Come and See) - 1985

vá e veja

Filmes de Guerra existem aos montes, mas poucos conseguem transportar com sucesso a histeria e insanidade desses eventos terríveis como a película do soviético Elem Klimov. Esqueça batalhas grandiosas. Aqui, as agruras do front oriental da Segunda Guerra Mundial são traduzidas no envelhecimento precoce de um garoto bielorusso que entra no conflito contra os nazistas por pura falta de opção. O trabalho do jovem ator Aleksey Kravichenko é tão impressionante que ele passava por seções de hipnotismo para amenizar o trauma pelo qual seu personagem passava. Há duas cenas especialmente marcantes: a de Florya (o protagonista) cortando um rio de lama espessa com uma baioneta, e a de moradores de um vilarejo sendo queimados vivos em um celeiro por um pelotão nazista. Os sons dos gritos desesperados são de gelar a espinha do mais machão dos machões.

Qual a história? O jovem Florya acha um rifle enterrado nos arredores do pequeno vilarejo onde vive, na Bielorússia. Quando uma milícia anti-nazista passa pelo local, ele é obrigado a se juntar ao grupo. Em suas andanças junto com o destacamento, ele acaba conhecendo uma menina, Glasha, que passa junto com ele por situações tão bestiais que beiram a alucinação. Já sem sua família - que foi chacinada pelos nazistas - e surdo, os horrores da Guerra são tão impactantes para Florya, que o menino envelhece diante de nossos olhos.

5 - Memórias de um Assassino (Memories of Murder) - 2003

memórias de um assassino

Em 2003, o cinema coreano passou a chamar a atenção de todos quando 'Old Boy' conquistou a Palma de Ouro em Cannes e tornou-se sucesso de crítica e publico. Talvez por isso, o segundo longa do diretor Joon-Ho Bong, lançado no mesmo ano, passou um pouco batido. Tanto que por aqui foi lançado diretamente em DVD. Porém, esse thriller policial é tão bom ou até melhor que o filme de Chan-Wook Park. Com imagens de uma beleza de cair o queixo, o filme mostra uma investigação de um caso que nunca foi resolvido. Com esse trabalho, Bong mostrou seu estilo que mistura gêneros de forma ainda não vista no ocidente, onde drama extremo, suspense policial e comédia rasgada se misturam com harmonia. A fórmula chegou a seu ápice no inclassificável e ótimo 'O Hospedeiro', lançado três anos depois.

Qual a história? No interior da Coreia, dois policiais caipiras e ignorantes usam a violência e a intimidação para tentar achar o culpado por dois assassinatos de garotas da região com características semelhantes. Quando um policial da capital Seul muito mais gabaritado chega ao local, e um terceiro assassinato ocorre, percebe que eles estão lidando com um serial killer.

6 - Um Homem com Duas Vidas (Toto Le Héroes) - 1991

um homem com duas vidas

Incrível longa de estreia do diretor belga Jaco Van Dormael, o filme é uma verdadeira viagem ao inconsciente de um homem que acredita piamente que foi trocado por outro bebê - que teve uma vida bem mais interessante e próspera - na maternidade. Construído como um complexo mosaico de flasbacks, o filme mistura realidade e fantasia como um conto de fadas adulto sobre o pesadelo da vida medíocre da classe média.

Qual a história? Thomas e Alfred nasceram ao mesmo tempo, mas um incêndio na maternidade faz as enfermeiras se confundir e trocar os dois de berço. Pelo menos é isso que Thomas, já velho e sozinho em um asilo, nos conta. Com inveja da vida bem sucedida de Alfred, que segundo ele roubou os dois amores de sua vida, sua irmã Alice e sua paixão Evelyne, ele trama a morte de seu antagonista com a ajuda de Toto, um agente secreto fictício que ele criou na infância.

7 - Conflitos Internos (Infernal Affairs) - 2002

conflitos internos

Muita gente conhece e viu 'Os Infiltrados', filme que levantou a carreira do diretor Martin Scorcese após os fracassos de 'Kundun', 'Vivendo no Limite', 'Gangues de Nova York' e 'O Aviador'. Mas pouca gente viu o filme original, de Hong Kong, que, convenhamos, é melhor do que sua "replica" americana. Se na versão americanizada há Leonardo Di Caprio e Matt Damon, aqui temos Andy Lau e Tony Leung, duas estrelas de grande expressão no oriente. Qual a diferença entre os dois títulos? A levada do filme dos cineastas Andrew Lau e Alan Mak ganha em ritmo e no desenvolvimento da dupla de protagonistas, que é pulverizada por outros personagens fortes na versão de Scorcese, um deles (interpretado por Mark Wahlberg), aliás, foi criado apenas para que o final fosse mais "justo". E a vida lá é justa? Veja e comprove.

Qual a história? Um policial infiltrado nas tríades (a máfia chinesa) e um bandido infiltrado na polícia de Hong Kong fazem um verdadeiro jogo de gato e rato para desmascarar seu oponente e tentar sair vivo dessa situação.

8 - The House of The Devil - 2009

the house of the devil

Inédto nos cinemas por aqui, 'The House of The Devil' é uma homenagem aos filmes de terror dos anos 80. Desde o granulado das imagens à trilha sonora, tudo leva a crer que estamos vendo um filme feito em 1982. Não espere muita ação e mortes grotescas ao estilo da cinesérie 'Sexta-Feira 13', aqui o negócio é crescer a tensão aos poucos até os minutos finais de fazer muito marmanjo fazer xixi nas calças. Sabe aquela expressão "uma boa sessão da tarde"? É o caso desse filme, mas neste caso uma sessão da meia-noite seria mais apropriada. Curiosidade: a musa hipster do momento, Greta Gerwig (protagonista de 'Frances Ha'), faz um ponta.

Qual a história? Universitária precisando de dinheiro aceita um trabalho como babysitter em uma casa no meio do nada e com moradores bem esquisitos. Ao passar a noite sozinha no local, coisas bem sinistras acontecem.

9 - Navigator - Uma Odisseia no Tempo (The Navigator: A Mediaeval Odyssey) - 1988

navigator

Todo mundo sabe que as trilogias 'O Senhor dos Anéis' e agora a de 'O Hobbit' foram filmadas na Nova Zelândia. Mas você já viu algum filme de lá? Pois comece por 'Navigator', uma pequena gema que mistura ficção científica e o fanatismo religioso medieval. Depois desse filme o diretor Vincent Ward até tentou sua sorte em Hollywood e foi escolhido para filmar o terceiro filme da cinesérie 'Alien' (que tem ele como roteirista), mas por brigas com os produtores, foi trocado pelo então desconhecido David Fincher, director de, entre outros, 'Se7en' e 'Clube da Luta'.

Qual a história? No século XIV, com a Europa sendo varrida pela peste negra, um grupo de aldeões de um pequeno vilarejo na Cúmbria, norte da Inglaterra, se junta para fazer uma oferenda a Deus e assim livrar-se da epidemia. Eles são movidos pelas visões premonitórias de um garoto de 14 anos que aponta um local onde eles devem cavar um buraco para a terra santa, mas chegando ao outro lado, o grupo acaba na Nova Zelêndia dos dias atuais (que no caso era no final dos anos 80).

10 - El Aura - 2005

el aura

Em alta com o sucesso do aclamado 'Nove Raínhas', o diretor argentino Fabián Bielinsky estava em São Paulo para promover seu novo filme, 'El Aura', mas acabou sofrendo um ataque cardíaco e morreu no quarto do hotel em que estava hospedado, em junho de 2006, com apenas 47 anos. A tragédia acabou brecando o lançamento da fita por aqui. Uma pena, porque 'El Aura' é tão bom quanto seu antecessor. E totalmente diferente. Ao invés das sacadas espertas e do carisma do trambiqueiro vivido por Ricardo Darín em 'Nove Rainhas', aqui, o ator faz um tipo carrancudo em um filme noir sombrio, tenso e hipnótico.

Qual a história? Um taxidermista epilético e desiludido com o rumo que sua vida tomou, sonha em cometer um assalto perfeito. Dono de uma memória fotográfica invejável, ele bola um plano e aproveita uma oportunidade surgida em um acidente de caça para colocá-lo em prática. Porém, as coisas, claro, não saem como o plenejado.