Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e análises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Roma Kitty Norriss Headshot

20 frases para dizer às crianças ao invés de 'pare de chorar'

Publicado: Atualizado:
CHILDREN CRYING
Alamy
Imprimir

E se seu filho estiver realmente fazendo algo que vale muito a pena cada vez que ele chora ou tem um ataque de raiva? Nem sempre apreciamos isso quando nossos filhos começam a chorar, mas o que eles estão fazendo, na realidade, é lançar mão do sistema inato de recuperação do organismo.

Quando nos machucamos, física ou emocionalmente, em vez de armazenar toda a dor em nosso corpo como tensão, podemos dissipá-la chorando, rindo, ficando bravos ou tremendo. É assim que o corpo processa emoções e se liberta delas. A maioria de nós não faz isso com frequência, porque desde que éramos pequenos nos mandaram "não chorar". Mas nossos filhos pequenos ainda têm seu sistema de recuperação intacto.

A boa notícia é que todos os comportamentos complicados ou "não normais" dos nossos filhos são movidos por emoções. Quando, com a ajuda da atenção amorosa que recebem de você, eles conseguem libertar-se dessas emoções, eles voltam a ser os anjinhos de costume. Se incentivarmos nossos filhos a chorar quando sentirem necessidade disso, eles não apenas se libertarão dos sentimentos de mágoa como acabarão sentindo uma ligação maior conosco. O modo como ouvimos nossos filhos pode levá-los a reprimir suas emoções ou a senti-las mais plenamente. Veja algumas coisas que você pode dizer para ouvir bem seu filho.

Frases tranquilizadoras gerais:
1. Estou aqui do seu lado
2. Estou vendo como você está aflito
3. Eu queria que não fosse tão difícil, meu amor
4. Vou ficar com você enquanto você está chateado
5. Vou ficar aqui mesmo
6. Você está em segurança
7. Não há nada mais importante que estar com você agora
8. Que pena, meu filho, que você perdeu seu ursinho / que seu amigo disse aquilo / que seu sorvete caiu no chão
9. Estou te ouvindo, meu querido

Chamar a atenção de seu filho várias vezes para os motivos de sua aflição:
10. Você queria tanto... aquele brinquedo/ um sorvete/ que o papai ficasse em casa/ ir para o parque
11. Aquele... cachorro/ brinquedo/ jeito que eu gritei te assustou
12. Vamos dar outra olhada no seu... joelho/ dedo/ pé machucado

Impor um limite à situação (e ouvir os protestos):
13. Não posso deixar você ... ir àquela festa/ bater nela/ comer esse doce/ brincar com meus óculos
14. Quero que você... ponha os sapatos/ termine a lição de casa/ entre no carro agora.

Mostrar a seu filho que a situação vai melhorar mais adiante (e ouvir a resposta dele, que não se anima com isso):

15. Você vai ganhar chocolate de novo mais para frente
16. Eu sei que você vai descobrir como fazer isto
17. A Mamãe vai voltar mais tarde
18. Sei que você ainda vai conseguir se divertir
19. Você vai se virar muito bem sem a camiseta
20. As coisas não vão continuar assim para sempre

Procure evitar:
Rotular as emoções ("Estou vendo que você está bravo")
Desviar a atenção de seu filho daquilo que ele está sentindo ("Que tal a gente ir ver o que o Papai está fazendo?")
Resolver as coisas ("Sei que você quer sorvete - vamos à sorveteria")
Apelar para a razão ("Afinal, você tomou sorvete ontem")
Agravar a emoção de seu filho, dando bronca / mandando-o ficar quieto / fazendo-o sentir vergonha ("Que barulho horrível é esse que você está fazendo?")
Recompensas ou castigos, incluindo ameaças / subornos / colocar de castigo ("Se você não parar com isso, vamos para casa").

Para mais informações, clique aqui.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Uma importante lição sobre gritar com os filhos

- 26 frases para acalmar seu filho ao invés de dar uma bronca

Também no HuffPost Brasil:

Close
25 selfies que mandam a real sobre a maternidade
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual