Huffpost Brazil
BLOG

Apresenta novidades e an√°lises em tempo real da equipe de colaboradores do HuffPost Brasil

Simone Carrara Headshot

Sorriso que segue

Publicado: Atualizado:
Imprimir

2016-04-27-1461776482-693360-Geriatria.jpg

A expectativa de vida da população vem aumentando como todos nós sabemos, mas hoje as pessoas não pensam só em ampliar o tempo de vida e sim em vivê-la plenamente.

O idoso busca mais e mais viver intensamente, com criatividade, dignidade, entusiasmo, sabedoria, leveza e principalmente sem restri√ß√Ķes. Quer viajar, degustar, movimentar, namorar, produzir, socializar, dan√ßar, cantar... Tudo... E porque n√£o?

Para isso o corpo precisa acompanhar: atividade f√≠sica, claro, sono de qualidade, sim, check-ups frequentes e alimenta√ß√£o saud√°vel. Voc√™ √© o que voc√™ come, n√£o √© isso? Mas como voc√™ come? A√≠ √© que est√°... O aparelho mastigat√≥rio e a falta de sa√ļde bucal, muitas vezes, frustram os planos das nossas vov√≥s e vov√īs sarados.

N√£o combina com o projeto de vida abundante uma mastiga√ß√£o ineficiente que n√£o favore√ßa a ingest√£o dos nutrientes, dificuldade na fala em raz√£o de pr√≥tese inst√°vel, halitose, est√©tica do sorriso comprometida, dor na boca, face, cabe√ßa, les√Ķes na mucosa, inseguran√ßa com a implanta√ß√£o dos dentes ou restaura√ß√Ķes e assim vai, a lista √© longa. Tamb√©m n√£o combina tomar medicamentos pra controle da press√£o arterial ou diabetes sem cuidar da gengiva, j√° que h√° fortes evid√™ncias de associa√ß√£o dessas patologias √† doen√ßa periodontal.

Algumas condi√ß√Ķes comprometem os cuidados com a sa√ļde bucal nessa etapa da vida: maior n√ļmero de restaura√ß√Ķes, dificuldade motora para higieniza√ß√£o da boca, diminui√ß√£o da saliva, que √© uma valiosa prote√ß√£o, consumo crescente de medicamentos, escolha frequente por alimentos mais f√°ceis de mastigar, que s√£o normalmente mais cariog√™nicos, e principalmente a resigna√ß√£o cultural com rela√ß√£o aos desconfortos na cavidade oral.

Estudos recentes apontam uma melhoria na condi√ß√£o odontol√≥gica dos longevos no mundo, mas ainda precisamos avan√ßar muito, especialmente no Brasil. Alguns n√ļmeros para clarear: HAIKAL pesquisou idosos institucionalizados no Brasil e encontrou 56,9% deles com total aus√™ncia dos dentes naturais, contra 34,6% nos EUA-ETTINGER e 12% de ed√™ntulos na Dinamarca- HEEGARD. Ainda HAIKAL concluiu, no seu estudo brasileiro, que 75% dos indiv√≠duos examinados tinham problemas bucais que comprometiam sua sa√ļde geral e qualidade de vida. Entretanto 66,67% deste grupo n√£o percebiam necessidade alguma de se submeterem a algum procedimento odontol√≥gico.

Esse conceito precisa mudar. O Brasil tem hoje a odontologia mais respeitada do mundo. As t√©cnicas evolu√≠ram, o tempo dos procedimentos diminuiu, os pacientes sentem menos dor nas consultas. √Č preciso incluir no plano de aten√ß√£o integral ao idoso acompanhamento odontol√≥gico cuidadoso, eficaz. Lembre-se de que a sua boca s√≥ est√° bem quando voc√™ n√£o nota que ela existe.

N√£o desista, √© poss√≠vel conquistar esse conforto, mas para isso √© indispens√°vel que a sa√ļde bucal se torne uma prioridade na sua vida. Voc√™ vai comemorar muito essa conquista.

LEIA MAIS:

- Dormindo Com o Inimigo

- No Pain, More Gain

Também no HuffPost Brasil:

Close
5 maneiras de cultivar a felicidade
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual